Autor Tópico: Traduzir palavras de baixo calão? E estilo de escrita e conversas  (Lido 224 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Violentsubs

  • Colaborador
  • Postador de Legendas
  • br

  • Registo: 16 Jul, 2016
  • Membro: 54432
  • Mensagens: 146
  • Tópicos: 42

  • : 10
  • : 6

Traduzir palavras de baixo calão? E estilo de escrita e conversas
« em: Terça, 15 de Agosto, 2017 - 01h41 »
Olá.

Como devo começar uma nova legenda em breve, gostaria de questionar, traduzir ou não traduzir vocabulário vulgar, palavrões, xingamentos?

Uma outra dúvida, como vocês escolhem o estilo de escrita que irão empregar na legenda? Estava pensando em utilizar as palavras mais básicas possíveis, fico com a impressão de que a legenda iria parecer muito mais "fluída".

Por último, nas conversas ou falas das pessoas, geralmente há muita imprecisão nos raciocínios, é melhor tentar passar a imprecisão ou tentar resumir a ideia?

No geral, queria perguntar se há a impressão de artificialidade nos diálogos principalmente, se você traduz de um modo mais formal, levando menos em conta o vocabulário da pessoa que está falando? Ou podemos escrever como quisermos mantendo o sentindo?

Legendar é quase como reescrever, qual é o limite?

Obrigado.
    Life is violent!
    Visite nosso site: http://www.violentsubs.com
    Siga nosso Twitter: http://twitter.com/Violentsubs

    FragaCampos

    • Administrador
    • Tradutor
    • Ripper
    • pt

    • Registo: 09 Out, 2007
    • Membro: 1
    • Mensagens: 13 408
    • Tópicos: 2 673

    • : 15
    • : 88

    Re: Traduzir palavras de baixo calão? E estilo de escrita e conversas
    « Responder #1 em: Quinta, 17 de Agosto, 2017 - 17h23 »
    Fazes aqui perguntas muito boas e que qualquer tradutor e legendador, quando chega a um determinado nível, faz inevitavelmente.

    Em termos gerais, constituem todas uma só pergunta, que se prende com a decisão de utilizar um texto formal, informal ou um híbrido dos dois.
    A resposta é: depende. Depende do documentário, depende do contexto, depende do público-alvo e depende da sensibilidade (e conhecimento das línguas de partida e chegada) do tradutor.
    No caso do calão, devemos abordar as seguintes questões:
    - O calão é necessário para manter a integridade do contexto e do ambiente do documentário? Se sim, o público alvo sentir-se-á escandalizado com um calão mais rude/cru/real ou deve-se usar um calão mais "suave"?

    No caso do estilo de escrita, usa-se o mesmo raciocínio.
    - Trata-se de um documentário só com narração? É um documentário que aborda temas científicos e usa uma linguagem mais técnica? É um documentário "real", filmado na rua, numa prisão, numa favela? Tudo depende do contexto, da mensagem que se quer passar. Tal como não falamos da mesma maneira para um colega num grupo de amigos e para o patrão da empresa em que trabalhamos.

    No caso de o texto ser impreciso ou telegráfico, dependerá novamente da mensagem que queremos transmitir. Queremos transmitir que a pessoa sofre de distúrbios ou de alguma dificuldade momentânea? Ou devemos usar um texto normal, pois a imprecisão não é relevante para o contexto?

    Como referi em cima, o tipo de escrita deva adequar-se à pessoa que está a falar. A linguagem empregada para um surfista num documentário sobre surf não pode nem deve ser igual à linguagem empregada para um professor de Física que explica a fissão nuclear. Contextos diferentes, públicos-alvo diferentes, realidades diferentes.

    O limite da legendagem é aquele em que se perde a consistência do contexto. Deve-se simplificar ao máximo, mas sem distorcer nem inventar a mensagem original.
    Isto só virá com a experiência e a tentativa e erro. Para começar, ajuda se definirmos um limite de caracteres por linha e o respeitarmos custe o que custar. Isto ajudará a criar flexibilidade mental e a treinar o nosso vocabulário. Normalmente, este limite é de 38 caracteres por linha.
    Pretende fazer um donativo ao docsPT? Consulte a informação nesta página
    Saiba como pesquisar corretamente aqui

    Web-Man

    • Administrador
    • pt

    • Registo: 17 Dez, 2007
    • Membro: 329
    • Mensagens: 1 369
    • Tópicos: 121

    • : 2
    • : 3

    • Portugal
      • DocsPT
    Re: Traduzir palavras de baixo calão? E estilo de escrita e conversas
    « Responder #2 em: Terça, 22 de Agosto, 2017 - 19h40 »
    Depois do excelente testemunho/opinião/indicações do FragaCampos, não existe muito de diferente que possa acrescentar.
    O tradutor tem sempre o seu cunho pessoal na tradução, e pode com isso influenciar os visualizadores. Tal como o que foi afirmado, são sempre factores dependentes do documentário em questão, que na minha opinião, devem determinar o uso de palavras fortes ou não.
    Sou também da opinião que se deve respeitar o que a realização pretende para o seu documentário. Se o narrador original, que segue normalmente ordens directas da produção, ou testemunhos por exemplo usarem calão, acho que devem ser traduzidos. Se por outro lado, existe algum tipo de censura, como por exemplo o famoso som "Pi" por cima do calão, então acho que se deve evitar o seu uso, ou pelo menos atenuar, tal como foi no audio original.
    Relativamente à fluidez da linguagem, sou a favor da simplicidade e mais uma vez, respeitando o original. Traduzir, mantendo quase as palavras intactas, e mantendo uma fluidez simples, para mim é o indicado, apesar de reconhecer, não ser por vezes nada fácil. Deve ser o visualizador a entender o que foi dito, e não as legendas a explicar o que se pretende.
    Resta dizer que não sou tradutor, e em muito admiro os vossos trabalhos.

    Tags: