Autor Tópico: Tensões Entre Política e Religião: o Brasil, Realmente, é um Estado Laico? (2011)  (Lido 864 vezes)

0 Membros e 1 visitante estão a ver este tópico.

pp1058

  • br

  • Registo: 23 Jun, 2011
  • Membro: 22299
  • Mensagens: 475
  • Tópicos: 236

  • : 0
  • : 0

Tensões Entre Política e Religião: o Brasil, Realmente, é um Estado Laico?



[imdb]

Citar
A presença evangélica no cenário político brasileiro começou a se intensificar só nas últimas décadas, a partir dos anos 1980, durante o processo constituinte. Os motivos para esse despertar tardio, ou para essa visibilidade mais recente, são políticos, econômicos e religiosos. Apesar de recente, a participação mais visível e mais agressiva dos evangélicos no mundo da política tem gerado um amplo debate na sociedade brasileira e colocado novos (ou antigos?) questionamentos à laicidade do Estado. Os evangélicos têm-se inserido, cada vez mais, no campo político, conquistando uma crescente representação nos poderes públicos, participando efetivamente da definição da agenda política em todos os níveis. Sua atuação na política partidária brasileira é marcada por forte corporativismo e as posturas de seus representantes são predominantemente conservadoras e tradicionalistas. Sem dúvida, não se pode correr o risco de entender os parlamentares evangélicos como um grupo coeso, como parte de um movimento uniforme com atuação política uniforme. Porém, no que tange aos temas mais diretamente ligados à sexualidade, pode-se verificar uma maior propensão ao conservadorismo moral, sendo essa também a tendência de parte do eleitorado.










Não é um link válido %s
"O que nós queremos, o que não gostamos, o que pensamos, o que sentimos: tudo é impermanente. As palavras de elogios ou críticas são impermanentes. Todas vêm e vão. Se entendermos isso, não vamos ficar tão desorientados com os dramas da vida cotidiana."
Chagdud Tulku Rinpoche