Autor Tópico: A História das Coisas  (Lido 9426 vezes)

0 Membros e 1 visitante estão a ver este tópico.

cab

  • Retirado
  • pt

  • Registo: 10 Out, 2007
  • Membro: 5
  • Mensagens: 7 515
  • Tópicos: 3 843

  • : 0
  • : 4

A História das Coisas
« em: Quinta, 24 de Abril, 2008 - 01h54 »



O que é a "História das Coisas"?

Um pequeno documentário educativo que apresenta importantes informações sobre questões ambientais e sociais dentro da temática do consumo de produtos, que representa um assunto urgente e de vital importância para a sobrevivência de todo o Planeta e da espécie Humana, para o presente e o futuro.
A História das Coisas é um documentário rápido e repleto de factos que olha para o interior dos padrões do nosso sistema de extracção, produção, consumo e lixo. Desde a sua extracção, transformação até à sua venda, uso e disposição, todas as coisas que compramos e usamos na nossa vida afectam as sociedades e o ambiente a nível local e mundial. Normalmente as consequências de um consumo descuidado são desastrosas em vários níveis, mas a maioria destes factos são por vários motivos propositadamente manipulados e escondidos dos nossos olhos pelas empresas e políticos cujos objectivos principais são o lucro e o poder, que obtêm ao promover um consumo exacerbado que só pode ser realizado à custa de toda a vida na Terra, de sofrimento, exploração e destruição ambiental.
A História das Coisas expõe assim as conexões entre um enorme número de importantes questões ambientais e sociais, demonstrando com factos, que ao consumirmos de forma inconsciente e desmedida, estamos a destruir o mundo e a auto-destruirmo-nos, e assim apela-nos a criar uma maior consciência do problema e um mundo mais sustentável e justo para todos, para o planeta Terra e para futuras gerações.
Este documentário vai-nos ensinar algo, fará rir, e essencialmente acabará por mudar para sempre a maneira como olhamos para todas as coisas que existem na nossa vida, fazendo-nos adquirir uma nova visão e respeito pelo ambiente e pelas pessoas. Um excelente documentário a não perder. Veja mais documentários e saiba mais informações importantes mais para o final.

http://video.google.com/videoplay?docid=-3412294239230716755&hl=en
POR FAVOR DIVULGUE ESTE DOCUMENTÁRIO

Participe no debate acerca deste tema em:
http://www.eco-gaia.net/forum-pt/index.php/topic,820.0.html
Website original do documentário: http://www.storyofstuff.com

* * *
Organização e Apoio: InfoNature.Org
Tradução e Legendagem: DocsPT


Reflexão - Porque é importante que todos ajudem a proteger o ambiente:

Vivemos um momento único da história da Humanidade e do planeta, pois entramos numa fase crítica por enfrentamos problemas ambientais desastrosos. É um facto assegurado que se as pessoas não mudarem de mentalidade, estes problemas ambientais causados pela própria Humanidade podem em breve extinguir toda a vida no planeta. Assim é absolutamente urgente mudarmos de atitude e empenharmo-nos na protecção da Natureza a todos os níveis e sentidos. Cada pessoa tem a responsabilidade moral de ter o bom senso de participar individual e localmente, de forma a haver uma transformação global. Através deste panfleto pretendemos dar informações de como ajudar a proteger o Ambiente, apresentando simples sugestões que ajudam e muito a minorar o efeito negativo que temos no Ambiente de forma local e global, tanto por nós como por toda a vida no planeta, o “nosso” único e precioso habitat.
É necessário ter-se a consciência que a maior parte das nossas ocupações quotidianas provoca impacto no Ambiente. Acender uma luz, abrir uma torneira, viajar de carro ou fazer compras. Qualquer actividade consumista tem uma repercussão negativa no equilíbrio ecológico do planeta. Aqui o segredo é minimizar ao máximo os danos que fazemos no dia-a-dia. Este fenómeno pode ser representado com a frase: “consumir é votar”. Esta frase significa que a maioria das nossas atitudes habituais expressam uma opção, seja negativa ou positiva. Esta permite-nos escolher entre um produto tóxico e outro inócuo, entre usar e desbaratar, entre gerar lixo, reciclar, reparar ou evitar os resíduos antes de comprar.
 
Todos somos livres de escolher, mas para que essa liberdade seja real e positiva, deve ser bem fundamentada baseando-se no conhecimento e na compreensão de que tudo o que consumimos não aparece espontaneamente nas prateleiras do supermercado, nem desaparece por artes mágicas no contentor do lixo. Tudo o que consumimos vem de algum lado e vai parar a outro, constituindo um ciclo vicioso de produção-consumo-resíduos, que vai determinar o seu impacto real e extremamente negativo no Ambiente. Muitas vezes a aquisição de objectos obedece apenas a questões de publicidade, promoções ou necessidades criadas artificialmente e não a verdadeiras razões de utilidade. Existem alternativas à nossa forma de vida actual, que podemos começar a construir elevando o olhar acima do supérfluo para nos fixarmos apenas no mais essencial e verdadeiro.
 
PENSE GLOBALMENTE, ACTUE LOCALMENTE
COMPORTAMENTOS INDIVIDUAIS PODEM ALCANÇAR TRANSFORMAÇÕES GLOBAIS


AJUDE A PROTEGER O AMBIENTE:

Como ajudar a proteger o Ambiente - Opções essenciais para fazer no dia-a-dia:
http://infonature.org/site-pt/node/17
 
Importante - Faça o download do folheto sobre como proteger o ambiente:
http://infonature.org/site-pt/system/files/InfoNature_Panfleto_Proteccao_Ambiente_V2.pdf
http://www.eco-gaia.net/downloads/index.php?act=view&id=4

Vídeos e documentários educativos sobre vários temas:
http://www.youtube.com/profile_play_list?user=videosINO
http://www.eco-gaia.net/forum-pt/index.php/topic,199.0.html

A não perder - Excelente documentário ambiental "The 11th hour":
http://video.google.com/videoplay?docid=5684889615378087510
http://video.google.com/videoplay?docid=295135870661459274&q=the+11th+hour&ei=D-wNSJzxAoa4igLqqbm5BA



Imagens para divulgar / distribuir:
http://web-album.eco-gaia.net/index.php?cat=23
http://web-album.eco-gaia.net/thumbnails.php?album=22

Consequências nefastas para o ambiente e a saúde no consumo de carnes/peixe:
www.avp.org.pt  -  www.centrovegetariano.org  -  www.sejavegetariano.org

Inquéritos relacionados com o Ambiente - Dê a sua opinião e vote:
http://infonature.org/site-pt/poll
« Última modificação: Quinta, 15 de Janeiro, 2009 - 13h27 por FragaCampos »
O conhecimento governará sempre a ignorância...

cab

  • Retirado
  • pt

  • Registo: 10 Out, 2007
  • Membro: 5
  • Mensagens: 7 515
  • Tópicos: 3 843

  • : 0
  • : 4

Re: DIA DA TERRA - AJUDE A PROTEGER A NATUREZA (A História das Coisas)
« Resposta #1 em: Quinta, 24 de Abril, 2008 - 01h56 »
Há coisas na vida que por muito pequena, mesmo quase insignificante participação, nos acompanharão na nossa memória até ao fim dos nossos dias. Para mim este é um desses casos. É porque é realmente educativo e importante. É porque realmente é especial e diferente.
Espero que a participação da docsPT ajude a que este importante documentário consiga chegar até às escolas, até às crianças, porque é delas que se faz o futuro. Infelizmente muitos de nós, ditos "os mais velhos", somos "burros", casmurros, viciados na imaginária "boa-vida", egoistas e desprendidos dos valores que deveriam reger grande parte das nossas prioridades --- O respeito por todos e tudo o que nos rodeia. 
Escrito isto...

Este é um documentário "obrigatório" para todos de todas as idades (Dos 3 aos 303 anos  :tth: )... Foca o consumo. Mas quem é o consumidor? Nós, as pessoas que adquirimos? Ou seremos nós os consumidos?
A fronteira entre o querer ter, puder ter, e dever ter está esbatida numa única frase --- Ter de ter. A cegueira social em que se tornou o consumo compulsivo é assustadora e domina grande parte das nossas vidas o que leva a que actualmente socialmente sejamos "animais de consumo social". Para sermos reconhecidos socialmente temos de ser consumistas, ter o que de última moda há.
Que tal arranjar uns quantos planetas Terra insufláveis para conseguir suportar tal demanda?  :wall:

Que poderemos individualmente fazer para ajudar à desmobilização social do consumo abusivo?
Que equilibrio? A economia ou o futuro?

São umas questões que deixo para se debater...
O conhecimento governará sempre a ignorância...

craa


  • Registo: 19 Out, 2007
  • Membro: 36
  • Mensagens: 47
  • Tópicos: 9

  • : 0
  • : 0

Re: DIA DA TERRA - AJUDE A PROTEGER A NATUREZA (A História das Coisas)
« Resposta #2 em: Quinta, 24 de Abril, 2008 - 16h39 »
Humm estava à espera de algo mais fraco com o 11th hour mas surpreendeu-me pela positiva.
Houve coisas que não gostei, a referência ao desastre do Katrina como "culpa" do ambiente, quando foi mais falta de manutenção dos diques. Não gostei da falarem de leve sobre o custo em dolares do que a natureza faz agora, não faz sentido fazer esse cálculos, porque não há referência a como seria feito esse processo e nem podemos fazer contas a esse processo.
Também não gosto da taxa de carbono, ou seja, aumentar os impostos sobre produtos que produzem mais dióxido de carbono. Isto porque não devem ser os consumidores os que mais pagam pela mudança. Na minha perspectiva seria mais justo que as empresas paguem isso directamente pela redução de lucros, porque foram eles os mesmos, que evitaram e evitam alternativas aos seus produtos. Mas claro antes de culpas e afins. É preciso agir inteligentemente.

Fico contente por saber cab que te preocupas com o assunto e fazes alguma :hand:

Em relação à visão optimista do final, tenho as minhas dúvidas e não partilha desta visão. Vejo muito mais facilmente uma humanidade num caminho de destruição do que mudança positiva porque muitas mudanças precisaram de eventos marcantes ou catastróficos e, neste caso, tal evento pode ser o sinal do fim da esperança, ou seja, o limite de temperatura a partir da qual as mudanças são violentas.

Entretanto... vou ver se faço qualquer coisa.

FragaCampos

  • Administrador
  • Tradutor
  • Ripper
  • pt

  • Registo: 09 Out, 2007
  • Membro: 1
  • Mensagens: 17 033
  • Tópicos: 3 326

  • : 64
  • : 312

Re: DIA DA TERRA - AJUDE A PROTEGER A NATUREZA (A História das Coisas)
« Resposta #3 em: Sexta, 25 de Abril, 2008 - 00h11 »
O 11th Hour fui um dos documentários que me surpreendeu pela positiva. E nem sei explicar muito bem porquê, o que até parece um contra-senso. Penso que poucos documentários que vi sobre o assunto conseguem provocar dois estados de alma distintos sobre o problema, ou melhor, o maior problema que a Humanidade já enfrentou, durante a sua curta existência de cerca de 150.000.
Se por um lado nos faz ver o lado negro, desesperante e desolador, também nos faz pensar que está nas nossas mãos mudar as coisas. Mas também pode ser um pau de dois gumes. Há pessoas que serão impelidas a agir porque acham que podem contribuir para a mudança, e aquelas que acham que afinal não está assim tudo tão mal como querem fazer crer.
Mas acabou por ser um documentário equilibrado, porque divide bem as águas no que toca àquilo que já fizemos de mal, e que podemos fazer para remediar o que mal está. Ouvi coisas interessantes, umas novas, outras nem por isso.

Em relação ao que disseste craa, e sendo eu um ignorante nesta matéria, julgo que por exemplo o Katrina não foi culpa do ambiente, mas foi-o em grande parte. Nunca houve tantos furacões com esta escala, e que chegam cada vez com mais força para o interior e em zonas onde nunca tinham ocorrido anteriormente. Esta facto está directamente relacionado com o aquecimento da água do mar, que ao evaporar, evapora mais quente, propiciando furacões maiores e mais poderosos.
Segundo percebi, o custo de substituir a Natureza, foi resultado de um estudo de vários anos, elaborado por vários cientistas de todo o mundo, que resultou num relatório, que no meu entender, não é de todo descabido. E não será assim tão fácil comparar aquilo que teríamos de fazer para compensar tudo aquilo que a Natureza nos dá de mão beijada.
Quanto à taxa do carbono, não estou obviamente a par do que se pode e deve propor em termos legais, mas embora concorde contigo em como devem ser as empresas a dar o exemplo e suportar a mudança, também acho que não fazia mal nenhum às pessoas terem consciência do que fazem, e é muito, para contribuir para o efeito de estufa. Infelizmente, só quando nos sai do bolso é que nós prestamos atenção. Não estou a ver, no entanto, como é que isso poderia ser aplicado. Conheces alguém que foi multado por atirar uma beata pela janela do carro? Eu não. Para além disto, acho que, como diz o documentário e muito bem, nós todos podemos votar, não nas urnas, mas quando compramos os nossos produtos. Porque está nas nossas mãos mudar as coisas. Ao comprarmos um produto qualquer estamos a dizer "Eu aprovo este produto". Se as pessoas se consciencializarem que determinado produto ou marca é prejudicial para ela e para o ambiente, duvido que essa marca continuará por muito mais tempo no mercado.

Eu já fui mais optimista em relação ao nosso futuro como espécie, mas também já fui muito mais pessimista. Neste momento, faço o que posso para contribuir para a mudança e isso dá-me a confiança (utópica, talvez, veremos) que ainda vamos a tempo de amenizar alguns problemas e resolver outros.
Está nas nossas mãos. Se não por nós, pelos que hão-de vir depois nós.

Já agora, deixo um vídeo interessante feito por alguns intervenientes no documentário. A peça chama-se "Time Capsule" ou Cápsula do Tempo.

The 11th Hour Time Capsule

« Última modificação: Sexta, 08 de Maio, 2009 - 18h10 por FragaCampos »
Saiba como pesquisar corretamente aqui.
Como transferir do 1fichier sem problemas de ligação? Veja aqui.
Converta os links antigos e aparentemente offline do 1fichier em links válidos. Veja aqui como fazer.
Classifique os documentários que vê. Sugestão de como o fazer.

Earthfirst

  • pt

  • Registo: 11 Abr, 2008
  • Membro: 940
  • Mensagens: 8
  • Tópicos: 1

  • : 0
  • : 0

Re: DIA DA TERRA - AJUDE A PROTEGER A NATUREZA (A História das Coisas)
« Resposta #4 em: Sábado, 26 de Abril, 2008 - 12h18 »


Olá a todos,

Parabéns pelo tópico... venho só avisar que o documentário "história das coisas" não foi incluído no texto inicial.
 :wave:

cab

  • Retirado
  • pt

  • Registo: 10 Out, 2007
  • Membro: 5
  • Mensagens: 7 515
  • Tópicos: 3 843

  • : 0
  • : 4

Re: DIA DA TERRA - AJUDE A PROTEGER A NATUREZA (A História das Coisas)
« Resposta #5 em: Sábado, 26 de Abril, 2008 - 14h54 »
 :oops: Colocada a informação  :shy:
O conhecimento governará sempre a ignorância...

Netyon

  • Retirado
  • pt

  • Registo: 10 Out, 2007
  • Membro: 6
  • Mensagens: 1 010
  • Tópicos: 361

  • : 0
  • : 19

Re: DIA DA TERRA - AJUDE A PROTEGER A NATUREZA (A História das Coisas)
« Resposta #6 em: Segunda, 25 de Agosto, 2008 - 19h56 »
Uma das pessoas a quem arranjei este documentário, e que pretende mostrá-lo a outros para posterior discussão, perguntou-me se não seria possível arranjar dados que sustentem a mesma ideia apresentada no "A História das Coisas" mas baseados em Portugal.

Embora ele tenha gostado do vídeo, tem algum receio que as pessoas se defendam dizendo "Ah, aquilo é nos Estados Unidos. Aqui é diferente!"
Por isso mesmo pretendia tornar mais forte a mensagem dando-lhe uma base portuguesa.

Será que se conseguiria arranjar alguns dados relevantes sobre o nosso país?  :hmmm:

Earthfirst

  • pt

  • Registo: 11 Abr, 2008
  • Membro: 940
  • Mensagens: 8
  • Tópicos: 1

  • : 0
  • : 0

Re: DIA DA TERRA - AJUDE A PROTEGER A NATUREZA (A História das Coisas)
« Resposta #7 em: Segunda, 25 de Agosto, 2008 - 22h27 »

Caro amigo,

Sobre o que diz, a forma como a economia e industrialização funciona, é igual em todos os países, seja na america do norte, na europa, ou outros locais.

Se uma pessoa disser que "isso é só nos EUA", é porque a pessoa está a tentar iludir-se a si própria e não quer ouvir a verdade. Nesses casos, pouco se pode fazer.

Cumprimentos

Netyon

  • Retirado
  • pt

  • Registo: 10 Out, 2007
  • Membro: 6
  • Mensagens: 1 010
  • Tópicos: 361

  • : 0
  • : 19

Re: DIA DA TERRA - AJUDE A PROTEGER A NATUREZA (A História das Coisas)
« Resposta #8 em: Terça, 26 de Agosto, 2008 - 09h53 »
Eu sei disso e ele (a pessoa a quem o arranjei) também.
A ideia dele era apenas a de poder acrescentar dados que estivessem directamente relacionados com o nosso país para reforçar a ideia.

Mas é claro que a economia actual funciona à escala global e nenhum país (ou pessoa) pode pensar que funciona à parte.