Autor Tópico: A Braskem Passou Por Aqui - A Catástrofe De Maceió (2021)  (Lido 158 vezes)

0 Membros e 1 visitante estão a ver este tópico.

VitDoc

  • Moderador
  • Tradutor
  • br

  • Registo: 25 Mar, 2012
  • Membro: 28808
  • Mensagens: 8 868
  • Tópicos: 1 710

  • : 35
  • : 104

A Braskem Passou Por Aqui - A Catástrofe De Maceió (2021)
« em: Quarta, 08 de Setembro, 2021 - 03h30 »
A Braskem Passou Por Aqui - A Catástrofe De Maceió



[imdb]

Citar
O drama de milhares de alagoanos que perderam suas casas e seus comércios está registrado em um documentário intitulado “A Braskem passou por aqui: a catástrofe de Maceió”, dirigido pelo argentino Carlos Pronzato. O filme que será lançado nesta quinta-feira (5), na capital alagoana, denuncia tanto o descaso do poder público em relação às vítimas como a resistência da empresa em assumir a responsabilidade pela tragédia.

Ainda hoje, milhares desses moradores não conseguiram se reestabelecer. São mais de 57 mil. O local, que abrange cinco bairros (Pinheiro, Bebedouro, Bom Parto, Farol e Mutange), de acordo com os relatos, se tornou uma ‘cidade fantasma’ e está desparecendo, “o solo está afundando”, conta o cineasta. Em entrevista ao G1, Pronzato diz ainda que os moradores perderam sua história por causa da negligência de uma empresa “que tinha tudo para prever a tragédia”.

O filme mostra mais uma das catástrofes provocadas por empresas que, em nome do lucro, negligenciam questões ambientais e colocam em risco a vida humana, além de deixar claro a impunidade que acompanha estes casos. As tragédias provocadas pela Samarco e pela Vale em Brumadinho e Mariana, ambas em Minas Gerais, são outros exemplos emblemáticos dessa conduta, lembra o secretário de Meio Ambiente da CUT, Daniel Gaio.

O documentário de Carlos Pronzato relata, em 80 minutos, o drama das vítimas e o silêncio das autoridades. Pronzato passou várias semanas no "Paraíso das Águas", onde os tradicionais bairros Pinheiro, Bebedouro, Mutange, Bom Parto e Farol estão afundando em meio à 35 minas de sal-gema.

Essas minas foram exploradas durante mais de 40 anos pela petroquímica Braskem (controlada pela Odebrecht e a Petrobrás) sem qualquer fiscalização efetiva por parte de autoridades e agentes públicos. A partir de março de 2018, as cavernas de sal começaram a desabar, gerando um terremoto de 2,5 graus na escala Richter. Até o momento, o problema segue em expansão geográfica, condenando cada vez mais moradias e negócios.

Direção, produção e roteiro: Carlos Pronzato
Edição: Xeno Veloso
Assistência de direção: Benival Farias (Barbam)
Assistência de campo: Paulo Marques
Câmera, entrevistas e montagem: Carlos Pronzato
Assistência de edição: Davi Andres
Assessoria de imprensa: Melina Vasconcelos e Afonso Vasconcelos
Realização: La Mestiza Audiovisual
Catálogo de filmes: www.lamestizaaudiovisual.com.br


« Última modificação: Quarta, 08 de Setembro, 2021 - 23h59 por VitDoc »
"O conhecimento anda de mãos dadas com a verdadeira luz".

:arrow: Tutorial Download links Telegram aqui.
:arrow: Links inativos? Informe aqui.
:arrow: Votação de Tradução docsPT #13 aqui.

VitDoc

  • Moderador
  • Tradutor
  • br

  • Registo: 25 Mar, 2012
  • Membro: 28808
  • Mensagens: 8 868
  • Tópicos: 1 710

  • : 35
  • : 104

Re: A Braskem Passou Por Aqui - A Catástrofe De Maceió (2021)
« Resposta #1 em: Quarta, 08 de Setembro, 2021 - 03h45 »
Dificilmente verão este documentário sendo badalado por aí, pois não trata de temas "modinhas" nem tem animações hollywoodianas - é um documentário bruto, humano e genial sobre um dos maiores desastres ambientais e urbanos na história do país.

Para pôr melhor em contexto: se 10% do ocorrido na bela e humilde Maceió tivesse, na verdade, passado em São Paulo ou no Rio de Janeiro, a dramaticidade, real e midiática, seria absurda.

É um recado escancarado de como as grandes empresas têm passado a boiada uma vez após a outra (Brumadinho, Mariana), não só no escopo ambiental, mas também juridicamente, em conluio com as autoridades de todas as esferas.

Recomendo bastante! Agradeço a indicação ao colega Amílcar R..
"O conhecimento anda de mãos dadas com a verdadeira luz".

:arrow: Tutorial Download links Telegram aqui.
:arrow: Links inativos? Informe aqui.
:arrow: Votação de Tradução docsPT #13 aqui.

feliphex

  • Colaborador
  • Releaser
  • Postador de Legendas
  • br

  • Registo: 26 Fev, 2015
  • Membro: 49350
  • Mensagens: 1 389
  • Tópicos: 390

  • : 73
  • : 32

Re: A Braskem Passou Por Aqui - A Catástrofe De Maceió (2021)
« Resposta #2 em: Quarta, 08 de Setembro, 2021 - 16h27 »
Dificilmente verão este documentário sendo badalado por aí, pois não trata de temas "modinhas" nem tem animações hollywoodianas - é um documentário bruto, humano e genial sobre um dos maiores desastres ambientais e urbanos na história do país.

Para pôr melhor em contexto: se 10% do ocorrido na bela e humilde Maceió tivesse, na verdade, passado em São Paulo ou no Rio de Janeiro, a dramaticidade, real e midiática, seria absurda.

É um recado escancarado de como as grandes empresas têm passado a boiada uma vez após a outra (Brumadinho, Mariana), não só no escopo ambiental, mas também juridicamente, em conluio com as autoridades de todas as esferas.

Recomendo bastante! Agradeço a indicação ao colega Amílcar R..

excelente contexto da sua parte, parabéns!

obrigado pela dica, conhecia o caso por vídeos independentes no youtube, mas não conhecia o doc ...

acredito que as grandes construtoras endividadas tem interesse em demolir esse bairro inteiro ... depois vou escrever um texto sobre construtores e corretores de imóveis em geral.
"A vitória depende mais da vontade de se preparar do que da vontade de vencer!"

ibbins

  • Moderadora
  • Ripper
  • br

  • Registo: 19 Ago, 2008
  • Membro: 1848
  • Mensagens: 17 622
  • Tópicos: 4 365

  • : 70
  • : 627

Re: A Braskem Passou Por Aqui - A Catástrofe De Maceió (2021)
« Resposta #3 em: Quarta, 08 de Setembro, 2021 - 19h40 »
Obrigada!  :newspaper:
:eye:  À informação que acumulamos chamamos de CONHECIMENTO. Ao CONHECIMENTO compartilhado, de SABEDORIA." Alan Basilio



Converta links antigos 1fichier

Etiquetas: