Autor Tópico: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)  (Lido 255 vezes)

0 Membros e 1 visitante estão a ver este tópico.

karlamattos

  • Postadora de Legendas
  • br

  • Registo: 23 Mar, 2009
  • Membro: 4601
  • Mensagens: 371
  • Tópicos: 70

  • : 2
  • : 1

Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« em: Segunda, 29 de Agosto, 2011 - 04h39 »
off
« Última modificação: Domingo, 13 de Março, 2022 - 00h45 por VitDoc »
"A CONVIVÊNCIA NASCE DO DIÁLOGO QUE CELEBRA NOSSAS DIFERENÇAS"
(HH Dalai Lama)

nagol

  • br

  • Registo: 20 Ago, 2008
  • Membro: 1864
  • Mensagens: 3 725
  • Tópicos: 418

  • : 3
  • : 13

  • Foto da criadora do site Sci-Hub
Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #1 em: Segunda, 29 de Agosto, 2011 - 05h03 »
Você deu sorte karla...
Seus filhos poderiam ter pagado um preço alto demais por causa da ignorância da mãe.
É como os seguidores das Testemunhas de Jeová que não querem deixar seus filhos receberem um transplante de sangue, mesmo que precisem dele. Nessas horas a justiça deve intervir e proteger o menor inocente das crenças estúpidas dos seus pais. Hoje que graças as vacinas muitas doenças foram erradicadas é fácil falar e fazer bobagem, os riscos são menores, mas ainda existem, quem não entende nada de ciência ou vacinas deve buscar informação de qualidade e não se basear em pseudociências ou nos idiotas alarmistas que se dizem cientistas, mas que são uns crentes conspiracionistas.

Você acredita em coisas irracionais?
James Randi toma uma dose fatal de comprimidos homeopáticos

http://www.youtube.com/watch?v=UpSDR5OtXnA#ws

Penn & Teller - Vacinas
http://www.youtube.com/watch?v=oXahDVBAvVs#ws

Agora eu queria entender qual á dúvida do Fraga e qual os "especialistas" ele iria perguntar...?
« Última modificação: Quarta, 31 de Agosto, 2011 - 00h04 por Charles Darwin »

vmfmcp

  • pt

  • Registo: 11 Nov, 2007
  • Membro: 151
  • Mensagens: 486
  • Tópicos: 175

  • : 1
  • : 3

Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #2 em: Segunda, 29 de Agosto, 2011 - 11h13 »
Você deu sorte karla...
Seus filhos poderiam ter pagado um preço alto demais por causa da ignorância da mãe...  inocente das crenças estúpidas dos seus pais.


Este tipo de linguagem é impróprio e por isso esta mensagem devia ter sido moderada.
O que cada um acredita só a cada um diz respeito e portanto os outros nada têm a ver com isso. Nós só devemos partilhar informação e cabe a cada um analisar e decidir sobre a sua veracidade ou lógica.
O facto de ser contra as vacinas nada tem a ver em ser contra a ciência. O objectivo principal de quem cria as vacinas, as farmaceuticas, não é curar as pessoas mas como qualquer corporação é o de dar lucro aos seus accionistas (Doc A corporação) http://www.esquerda.net/artigo/farmac%C3%AAuticas-bloqueiam-medicamentos-que-curam-porque-n%C3%A3o-s%C3%A3o-rent%C3%A1veis
E o problema está aí, e como em qualquer outra área, é sempre o dinheiro que fala mais alto e que muitas vezes compra os cientistas. Aconselho "A farsa do fluor" "O mundo segundo a monsanto" "SIDA A casa dos numeros" "Terapia de Gerson", etc.

Quanto ás Testemunhas de Jeová nada tem a ver com ciencia mas com crenças biblicas pois a Biblia diz que os cristãos se devem "abster de sangue".

Por isso se não concordas com algo em algum documentário deves rebater as teorias em concreto e não partir chamando os outros de ignorantes dando a ideia de que te julgas mais esperto que os outros.

Abraço
Vitor



« Última modificação: Sábado, 03 de Setembro, 2011 - 01h33 por FragaCampos »
www.NOVACOMUNIDADE.org - Não á competição, sim á cooperação.
https://www.facebook.com/vitor.mendes.vtm
A minha lista de docs:
https://www.novacomunidade.org/wiki-mcf

nagol

  • br

  • Registo: 20 Ago, 2008
  • Membro: 1864
  • Mensagens: 3 725
  • Tópicos: 418

  • : 3
  • : 13

  • Foto da criadora do site Sci-Hub
Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #3 em: Segunda, 29 de Agosto, 2011 - 17h19 »
Em negrito é o que disse o vmfmcp e embaixo minha resposta

Este tipo de linguagem é impróprio e por isso esta mensagem devia ter sido moderada.
Eu não ligo

O que cada um acredita só a cada um diz respeito e portanto os outros nada têm a ver com isso.
Eu concordo com isso ae, mas as crianças estão fora, os pais não podem arriscar a saúde delas e só por isso respondi.

O objectivo principal de quem cria as vacinas, as farmaceuticas, não é curar as pessoas mas como qualquer corporação é o de dar lucro aos seus accionistas
Não vejo problema nenhum em uma empresa privada querer o lucro, se gasta muito para se desenvolver novas drogas e vacinas também, e para aquelas doenças onde eles não investem por que não obteriam retorno o governo deve financiar ou usar projetos privados beneficiêntes.

Quanto ás Testemunhas de Jeová nada tem a ver com ciencia mas com crenças biblicas pois a Biblia diz que os cristãos se devem "abster de sangue".
Tem tudo haver, pois da mesma forma se está negando a receber algo importante para a saúde das crianças por uma crença estúpida e se você não sabe eles tentam dar uma conotação cientifica também, mais ou menos como os idiotas do criacionismo fazem.

Por isso se não concordas com algo em algum documentário deves rebater as teorias em concreto
Eu coloquei uns vídeos divertidos que falam de leve sobre o tema e a minha teoria concreta é a dos especialistas mais respeitados da área de saúde e ciência.

e não partir chamando os outros de ignorantes dando a ideia de que te julgas mais esperto que os outros.
Eu me julgo mais experto que muita gente e a karla me parece fazer isso por ignorância, por isso deve pesquisar e estudar e quem sabe aprende e você também, não façam como alguns crentes concertacionistas onde argumentos e evidências verdadeiras não adiantam, pois eles são uns doentes, e esse tipo de doença é imune a qualquer vacina de conhecimento.

Abraço
Vitor

Abraços
Nagol o EXPERTO
« Última modificação: Sábado, 10 de Setembro, 2011 - 17h26 por nagol »

vmfmcp

  • pt

  • Registo: 11 Nov, 2007
  • Membro: 151
  • Mensagens: 486
  • Tópicos: 175

  • : 1
  • : 3

Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #4 em: Segunda, 29 de Agosto, 2011 - 18h18 »
Ser humano numa fase evolutiva precoce ainda sem capacidade para efectuar diálogos civilizados...  :hat:
www.NOVACOMUNIDADE.org - Não á competição, sim á cooperação.
https://www.facebook.com/vitor.mendes.vtm
A minha lista de docs:
https://www.novacomunidade.org/wiki-mcf

karlamattos

  • Postadora de Legendas
  • br

  • Registo: 23 Mar, 2009
  • Membro: 4601
  • Mensagens: 371
  • Tópicos: 70

  • : 2
  • : 1

Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #5 em: Terça, 30 de Agosto, 2011 - 00h30 »
off
« Última modificação: Terça, 30 de Agosto, 2011 - 02h36 por karlamattos »
"A CONVIVÊNCIA NASCE DO DIÁLOGO QUE CELEBRA NOSSAS DIFERENÇAS"
(HH Dalai Lama)

nagol

  • br

  • Registo: 20 Ago, 2008
  • Membro: 1864
  • Mensagens: 3 725
  • Tópicos: 418

  • : 3
  • : 13

  • Foto da criadora do site Sci-Hub
Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #6 em: Terça, 30 de Agosto, 2011 - 00h59 »
Existem ignorantes em determinadas coisas mesmo que sejam formados, claro que você não se considera uma pessoa ignorante haha mas isso não quer dizer que em certas áreas não o seja.
Eu fico intrigado quando vejo isso, quem parte para essa bobagem mística, as pessoas parecem perder o discernimento é como alguém que é formado em biologia que prefere acreditar na teoria do criacionismo, mesmo com toda as evidências contrárias. Esse é o verdadeiro mistério para ciência, como gente que nas suas outras atividades parecem ser inteligentes, podem abrir mão da verdade para se apegar idiotices como essa da homeopatia, por exemplo, que também já foi refutadas várias vezes como inócua, alias funciona apenas como um placebo, mas esse efeito não cura nada que seja grave. Seus filhos como disse tiveram sorte. Eu pensei que eram crianças ainda, tenho empatia, por isso me incomodei em responder, mas se escaparam ilesos dessa besteira toda que fez, agora maiores podem se virar sozinhos e não me importo nem um pouco, com gente grande que gosta de acreditar em papai noel.  

Mas se não quer ser tão ignorante sobre esse tema, sugiro que assista esses docs aqui
http://www.docspt.com/index.php/topic,708.0.html

Ou essas informações
http://saude.hsw.uol.com.br/vacina.htm

Para tentar ver o outro lado. É só um inicio, o negocio é estudar de verdade. Depois de ver o que diz a comunidade cientifica e os especialistas mais respeitados sobre isso pode continuar uma crente, mas não terá a desculpa de ser por que não tinha informação suficiente, que é o caso de muitas pessoas inteligentes que acreditam em besteiras! Mas algumas quando aprendem que era uma bobagem, mudam de ideia. Essa é a graça de se buscar o conhecimento.    
« Última modificação: Quarta, 07 de Setembro, 2011 - 03h52 por nagol »

FragaCampos

  • Administrador
  • Tradutor
  • Ripper
  • pt

  • Registo: 09 Out, 2007
  • Membro: 1
  • Mensagens: 17 961
  • Tópicos: 3 374

  • : 72
  • : 367

Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #7 em: Quarta, 31 de Agosto, 2011 - 20h24 »
Começo por me endereçar à pergunta que me foi pessoalmente dirigida.

especialista
(especial + -ista)
adj. 2 g. s. 2 g.
1. Que ou quem se dedica a uma ciência ou uma arte.
2. Que ou quem se especializou em determinada área do saber ou sabe muito sobre determinada coisa. = PERITO
3. Diz-se de ou médico que se consagra ao estudo de uma especialidade médica ou ao tratamento de certa ordem de doenças.

em Priberam.pt


especialista
adjetivo uniforme, nome 2 géneros
que ou pessoa que é especializada em determinada profissão ou trabalho; perito
(De especial+-ista)

em Infopédia


Independentemente de haver razão de um lado ou do outro, isso não dá o direito a ninguém de insultar e desrespeitar. Eu posso não concordar com alguém, mas desde que isso não coloque em perigo a minha vida e não desrespeite as minhas convicções, nada tenho contra ela. Ninguém que tenha a "verdade", pode alguma vez almejar transmiti-la agredindo. A "verdade" revela-se, não se impõe.

Relativamente ao tema em si, e uma vez mais na minha modesta e mutável (porque em evolução) opinião, há vacinas e vacinas. Cada um é dono e senhor de si (se não é, deveria ser) para decidir quais as que deve tomar, se é que deve tomar alguma. Tal como cada pessoa deveria ter o direito de poder abortar ou cometer eutanásia. Para dar um exemplo, se eu tivesse filhos, dar-lhes-ia provavelmente a vacina contra o tétano, mas nunca lhes daria a vacina contra a gripe A. E não daria, porque me informei o suficiente para saber de onde veio, porque veio e que não é necessária nas circunstâncias actuais. Seria responsável pelos meus actos e fá-lo-ia convictamente e em defesa da saúde deles.
No caso da karla e de milhares de outros pais por todo o mundo, não há necessidade de nenhuma vacina e serão eles que terão de arcar com a responsabilidade das suas escolhas. Nenhum pai é perfeito, nenhum pai sabe tudo, mas perante as opções que tomam para com os seus filhos, seja em que aspecto for, a nível físico ou mental, terão de se responsabilizar por isso.
Entendo que todos devem ter acesso a ambos os lados da questão, de ouvir e ponderar sobre os argumentos, e essencialmente, fazer a sua própria pesquisa de forma interessada e consciente.

Penso também que um dos problemas que se vivem hoje, é o facto de a ciência ter sido sequestrada pela política e pelo poder económico. Além de todos os problemas daí inerentes e que prejudicam o seu normal funcionamento e, por consequência, a sociedade, há o facto de as pessoas confiarem cada vez menos nela e virarem-se para outras alternativas. A podridão e a desumanização do sistema de saúde moderno ajudam a complementar o desencanto das pessoas por médicos e empresas que lucram à custa da doença.
Saiba como pesquisar corretamente aqui.
Como transferir do 1fichier sem problemas de ligação? Veja aqui.
Converta os links antigos e aparentemente offline do 1fichier em links válidos. Veja aqui como fazer.
Classifique os documentários que vê. Sugestão de como o fazer.

lucianolops

  • br

  • Registo: 25 Jan, 2011
  • Membro: 19117
  • Mensagens: 2
  • Tópicos: 0

  • : 0
  • : 0

Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #8 em: Quarta, 31 de Agosto, 2011 - 20h26 »
Essa discussão sobre vacinação é sem sentido.

As vacinas estão disponíveis há décadas e (junto com a água potável e fertilizantes) é responsável pelo salto da estimativa de vida. O modo como ela era desenvolvida e testada no passado é polemico (devido a questões éticas). Mas hoje novas vacinas surgem por meio de estudos amplamente regulados e seus produtos evitam doenças e mortes. Devaneios baseados em pseudociência causam doença e comprometem a saude de muitos.

 

nagol

  • br

  • Registo: 20 Ago, 2008
  • Membro: 1864
  • Mensagens: 3 725
  • Tópicos: 418

  • : 3
  • : 13

  • Foto da criadora do site Sci-Hub
Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #9 em: Quinta, 01 de Setembro, 2011 - 01h52 »
Eu achar e dizer que alguém é ignorante não é um desrespeito, é uma opinião, e podem achar e dizer o mesmo sobre mim, qual é o problema? Agora como eu disse não me importo com atitudes de maiores de idade que poem em risco somente sua própria vida. Mas os pais ou qualquer outra pessoa, religião ou grupo de malucos idiotas não devem ter o direito a arriscar a vida de menores incapazes de se defender baseados em crenças estúpidas e infundadas ou outro motivo que seja. Não se pode sacrificar uma criança nem se o próprio deus realmente pedisse, num regime democrático com estado de direito Abraão deveria ser preso, e ele fazia algo por fé e achava que seria bom para o seu filho que iria para o paraíso. A karla e esses muitos pais ignorantes que existem fazem pelo mesmo motivo, não duvido da boa intenção, acham que estão fazendo a melhor escolha, mas em relação a saúde e o risco de vida de uma criança isso não basta, se os especialistas demonstram que a vacina não é perigosa e risco de não tomar é maior que se tomar porque vai livrar uma criança de quem sabe ter uma doença terrível, isso não é uma opinião, não é fé, é baseado em estudos, evidências e pesquisas, nesses casos é o certo a fazer.
A mesma coisa se a ciência já comprovou que a homeopatia é uma grande bobagem e esse foi o segundo ponto que falei, uma criança dependendo da doença não pode ser tratada apenas com um placebo que na verdade é água, ou com uma medicina "alternativa" sem comprovação, isso é pura ignorância irresponsável e cruel da época medieval, muitas morrem e a sociedade não pode se omitir, tem que proteger um inocente, em certos casos se configura como abuso infantil.

A karla pelo que disse (antes de ficar "off" haha) ela não apenas negou as vacinas que os filhos precisavam tomar, como não usou a medicina de verdade para tratar os seus filhos, isso poderia ter sido uma verdadeira tragédia, ela e principalmente seus filhos realmente tiveram sorte...
« Última modificação: Quinta, 01 de Setembro, 2011 - 03h27 por nagol.dpa »

nagol

  • br

  • Registo: 20 Ago, 2008
  • Membro: 1864
  • Mensagens: 3 725
  • Tópicos: 418

  • : 3
  • : 13

  • Foto da criadora do site Sci-Hub
Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #10 em: Quinta, 01 de Setembro, 2011 - 02h18 »
ignorante
adj. 2 g. s. 2 g.
1. Que ignora.
2. Que não tem instrução. O que não sabe bastante da sua profissão.
« Última modificação: Quinta, 01 de Setembro, 2011 - 02h19 por nagol.dpa »

FragaCampos

  • Administrador
  • Tradutor
  • Ripper
  • pt

  • Registo: 09 Out, 2007
  • Membro: 1
  • Mensagens: 17 961
  • Tópicos: 3 374

  • : 72
  • : 367

Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #11 em: Sexta, 02 de Setembro, 2011 - 01h01 »
se os especialistas demonstram que a vacina não é perigosa e risco de não tomar é maior que se tomar porque vai livrar uma criança de quem sabe ter uma doença terrível, isso não é uma opinião, não é fé, é baseado em estudos, evidências e pesquisas, nesses casos é o certo a fazer.
Para que tenhas acesso ao contraditório e para que percebas que misturar este assunto com homeopatia é pouco correcto.

Investigadores confirmam ligação entre vacina para a gripe A e mais narcolepsia em crianças
As farmacêuticas bloqueiam medicamentos que curam, porque não são rentáveis

Estas duas notícias explicam o motivo pelo qual existem pessoas que não confiam nas vacinas. Não é um acto de fé, nem irracional. Está documentado e tem sido denunciado.


E tens ainda este documentário, com o seguinte trailer:



Saiba como pesquisar corretamente aqui.
Como transferir do 1fichier sem problemas de ligação? Veja aqui.
Converta os links antigos e aparentemente offline do 1fichier em links válidos. Veja aqui como fazer.
Classifique os documentários que vê. Sugestão de como o fazer.

nagol

  • br

  • Registo: 20 Ago, 2008
  • Membro: 1864
  • Mensagens: 3 725
  • Tópicos: 418

  • : 3
  • : 13

  • Foto da criadora do site Sci-Hub
Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #12 em: Sexta, 02 de Setembro, 2011 - 01h49 »
Fraga você citou um caso de uma vacina e os estudos precisam ser melhor verificados, e olhe nessa mesma notícia diz:

Citar
Revela contudo que os que desenvolveram a doença tinham uma predisposição genética para a mesma.
Esta vacina só deve ser dada a menores de 20 anos caso não esteja disponível a vacina da gripe sazonal e se a imunização contra o vírus da gripe A ainda for necessária, como no caso de pessoas com risco de complicações no decurso da infecção.
Contudo, a agência europeia mantém que a relação benefício-risco para a vacina mesmo em pessoas com menos de 20 anos continua positiva.

E as outras vacinas que salvam e salvaram toda uma geração vão ser descartadas se encontrarem um problema em uma?
Agora essa historia de autismo já foi mais que comprovada como besteira, até o Penn e Teller sabem disso, pesquise e verá, isso é patético, mas eu não sei se vocês tem critério para assisti um documentário, eu tenho, gosto dos que tem credibilidade e responsabilidade.

Olha alguns remédios também depois de um tempo de aprovados são retirados de circulação, a questão é que isso não é a regra, não vamos deixar de tomar todos, as pessoas aproveitam de um caso ou outro e usam como base, no Brasil várias doenças que matam milhões de pessoas foram erradicadas pelas vacinas, assim como no mundo todo, esse é o resultado das vacinas, garanto que o tanto de gente que sofreu por um efeito colateral delas é irrisório nem entra nas estatística estão na margem de erro e o custo beneficio de tomar é muito, mas muito melhor em geral, agora enquanto isso em países da áfrica por exemplo até hoje morrem milhões de pessoas, justamente por que lá existe uma cultura em alguns lugares de não aceitar a vacinação por motivos religiosos, ou por desconfiança infundada, veja muitas doenças ainda precisam de vacinas para serem erradicadas de vez, a AIDS é uma delas, outra por exemplo que no Brasil as vezes é fatal e estamos desenvolvendo uma é contra a dengue.

Veja aqui essa palestra interessante do Bill Gates no TED


O mesmo motivo que faz a karla negar todas as vacinas como sendo ruins, é que faz ela aceitar a homeopatia como sendo boa.
Ou ela conhece e ignora as informações amplamente aceitas e provadas pelos especialistas respeitados ou não conhece essas informações.
Nas duas alternativas é uma ignorante, e se você concorda também é, eu não acredito que qualquer cientista de verdade e respeitado vá de dizer que todas as vacinas são perigosas, quando existe um caso onde pode se ter algum efeito inesperado, quem avisa primeiro é a própria comunidade cientifica e não esse pessoal idiota que só querem aparecer as custa da ciência, até que a própria ciência prove cabalmente ao contrário, não á motivo para se deixar de tomar uma vacina. Quem deixa e poem somente sua saúde em risco e é de maior é só um idiota e não tem problema, agora quem poem em risco a vida de uma criança é um irresponsável e se essa criança morrer por que não tomou uma vacina esse idiota deveria ser preso.   
« Última modificação: Sexta, 02 de Setembro, 2011 - 23h16 por FragaCampos »

nagol

  • br

  • Registo: 20 Ago, 2008
  • Membro: 1864
  • Mensagens: 3 725
  • Tópicos: 418

  • : 3
  • : 13

  • Foto da criadora do site Sci-Hub
Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #13 em: Sexta, 02 de Setembro, 2011 - 03h46 »
Por exemplo veja aqui um caso recente no Brasil que parece ser, digo isso porque ainda vão ser feitos novos exames, mas parece ser um caso de um efeito de uma vacina. Agora quem olha para um caso desse e não sabe os riscos e os números pode achar que o mais seguro é não se vacinar
http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2011/09/crianca-esta-com-suspeita-de-paralisia-apos-tomar-vacina-no-sul-de-minas.html

mas veja
"De acordo com o órgão, nos últimos dez anos foram confirmados 46 casos de pólio pós-vacinal no país. No mesmo período, foram aplicadas mais de 457 milhões de vacinas. Segundo o secretário, esse número está dentro da média mundial. A probabilidade é de um caso a cada 3,2 milhões de doses aplicadas. "A incidência é raríssima. É muito melhor vacinar porque sem a vacina, a chance passa a ser de um caso de paralisia flácido aguda grave para cada 250 crianças que tiverem contato com o vírus. Antes da vacinação, nós tínhamos dois mil casos graves de paralisia e grande parte levava à morte", afirma o secretário.

O problema é que é tão raro nessas vacinas que já estão testadas e que são seguras, é tão raro que haja algum problema que quando acontece isso fica marcado e as pessoas assustadas, isso é normal já li sobre isso, existe até um nome para esse efeito, só que não lembro agora haha

Agora é preciso haver testes e um acompanhamento rigoroso e uma fiscalização, regulação eficiente, mas não se pode rotular as vacinas como algo perigoso só porque em alguns casos isso não aconteceu...
« Última modificação: Sexta, 02 de Setembro, 2011 - 03h55 por nagol »

FragaCampos

  • Administrador
  • Tradutor
  • Ripper
  • pt

  • Registo: 09 Out, 2007
  • Membro: 1
  • Mensagens: 17 961
  • Tópicos: 3 374

  • : 72
  • : 367

Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #14 em: Sexta, 02 de Setembro, 2011 - 23h40 »
Citar
"De acordo com o órgão, nos últimos dez anos foram confirmados 46 casos de pólio pós-vacinal no país. No mesmo período, foram aplicadas mais de 457 milhões de vacinas. Segundo o secretário, esse número está dentro da média mundial.

E é dessa média anual que vêm as preocupações. Se fosses um dos pais nessa média, duvido que estarias a chamar "idiota" aos que defendem a não vacinação. Repara que eu não estou a dizer que a vacinação é má ou errada. Considero-a uma das maiores descobertas do Homem, que veio ajudar a baixar os níveis de mortalidade, principalmente a mortalidade infantil. Mas os casos em que a vacina não cura, mas debilita, aliada à forma como as empresas e a sociedade mercantilista funcionam, impedem a vacinação de estar realmente isenta de especulação e de dissipar as dúvidas de quem as tem. Nestas questões, basta um mau exemplo, quer do lado dos que recusam a vacinação (como mostra o episódio do Penn & Teller no caso do autismo), quer do lado dos que a defendem (como mostra os casos que caem na "média anual" ou da vacina da gripe A), para lançar a semente da dúvida e do medo.

Dada a minha opinião, hás-de reparar que não insultei, nem agredi ninguém verbalmente para a transmitir.
« Última modificação: Sexta, 02 de Setembro, 2011 - 23h41 por FragaCampos »
Saiba como pesquisar corretamente aqui.
Como transferir do 1fichier sem problemas de ligação? Veja aqui.
Converta os links antigos e aparentemente offline do 1fichier em links válidos. Veja aqui como fazer.
Classifique os documentários que vê. Sugestão de como o fazer.

nagol

  • br

  • Registo: 20 Ago, 2008
  • Membro: 1864
  • Mensagens: 3 725
  • Tópicos: 418

  • : 3
  • : 13

  • Foto da criadora do site Sci-Hub
Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #15 em: Sábado, 03 de Setembro, 2011 - 00h28 »
46 pais sofreram com os efeitos colaterais, que na maioria não eram fatais e agora os 2mil que tiveram seus filhos salvos ou que perdiam seus filhos todos os anos?
Citar
nós tínhamos dois mil casos graves de paralisia e grande parte levava à morte.

Então o medo tem que ser da doença primeiro, toda droga tem efeito colateral e devemos ponderar, mas é preciso olhar os números e o custo beneficio. 46 para 2mil nesse caso. Baseado nisso qualquer um que decida não dar a vacina a criança é irresponsável...

FragaCampos

  • Administrador
  • Tradutor
  • Ripper
  • pt

  • Registo: 09 Out, 2007
  • Membro: 1
  • Mensagens: 17 961
  • Tópicos: 3 374

  • : 72
  • : 367

Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #16 em: Terça, 06 de Setembro, 2011 - 19h00 »
Tópico reposto.

As mensagens desnecessárias foram apagadas. Agradeço que mantenham um diálogo dentro do assunto do tópico sem referência a insinuações, insultos ou juízo de valor sobre pessoas.
Obrigado pela compreensão.
Saiba como pesquisar corretamente aqui.
Como transferir do 1fichier sem problemas de ligação? Veja aqui.
Converta os links antigos e aparentemente offline do 1fichier em links válidos. Veja aqui como fazer.
Classifique os documentários que vê. Sugestão de como o fazer.

ibbins

  • Moderadora
  • Ripper
  • br

  • Registo: 19 Ago, 2008
  • Membro: 1848
  • Mensagens: 18 285
  • Tópicos: 4 535

  • : 70
  • : 702

Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #17 em: Terça, 06 de Setembro, 2011 - 19h42 »
Apaguei a minha, e, a pedido de andros, o atheu,  apaguei a dele também.
:eye:  À informação que acumulamos chamamos de CONHECIMENTO. Ao CONHECIMENTO compartilhado, de SABEDORIA." Alan Basilio



Converta links antigos 1fichier

VitDoc

  • Moderador
  • Tradutor
  • br

  • Registo: 25 Mar, 2012
  • Membro: 28808
  • Mensagens: 10 654
  • Tópicos: 2 067

  • : 177
  • : 169

Re: Debate: Vaccines - The Risks, The Benefits, The Choices (2004)
« Resposta #18 em: Domingo, 13 de Março, 2022 - 01h28 »
Documentário aqui.



Primeiro, externo meu repúdio à forma agressiva e aos xingamentos proferidos ao longo do debate. Há certamente formas bem mais dignificantes e respeitosas de se combater possíveis propagações de mentiras ou repreender condutas questionáveis, mas, dada a idade do tópico, não nos cabe mais reacender faíscas e desentendimentos desnecessários entre os envolvidos, pelo que julgo não haver necessidade de intervenções adicionais, ao contrário do que foi aparentemente reportado via canal de moderação.

Em segundo lugar, embora saiba que há grandes complôs nos bastidores da indústria farmacêutica, defendo ferrenhamente a vacinação. Parece-me francamente hipócrita que muitos, especialmente nos EUA, onde o movimento antivacina é mais forte, consumam toneladas de churrasco, legumes e hortaliças repletos de agrotóxicos e alimentos altamente gordurosos, mas apontem os dedos para os supostos males das vacinas, como se só houvesse ganância por trás delas.

Todo medicamento - remédios em geral ou vacinas - desenvolvido pelo homem foi, direta ou indiretamente, criado ou manipulado por uma empresa. Se o problema, como claramente foi demonstrado na maioria dos comentários, está na indústria, é preciso refletir o que realmente estamos querendo: questionar um produto específico ou a metodologia de trabalho? Certamente, haverá alguns felizardos que nascem com um belo sistema imunológico - não porque seus pais foram exemplos de vida saudável - mas porque seus genes herdados foram muito generosos consigo. Mas e quanto aos milhões que não dispõem de tal sorte?

Tudo na vida precisa ser equilibrado e objetivo, e lutar por uma causa particular não pode se tornar sinônimo de rebeldia generalizada. Enquanto estamos aqui conversando, pela primeira vez em muitos e muitos anos, a ameaça do sarampo voltou ao radar brasileiro. Adivinhem de quem é a culpa? Será mesmo que a sociedade, em sua ampla maioria bem distantes de fontes confiáveis de informação, será mais beneficiada por uma campanha que mancha todos os esforços de vacinação, apenas por um suposto problema com o produto X?

Curiosamente, deixo algumas referências à autora desse documentário:

Citar
A 2021 Center for Countering Digital Hate analysis concluded that Tenpenny is among the top twelve people spreading COVID-19 misinformation and pseudoscientific anti-vaccine misinformation on social media platforms. She has falsely asserted the vaccines magnetize people and connect them with cellphone towers.

Since 2017, Tenpenny and her business partner, Matthew Hunt, have taught a six-week, $623 course titled "Mastering Vaccine Info Boot Camp" designed to "sow seeds of doubt" regarding public health information. During the course, Tenpenny explains her views on the immune system and vaccines, and Hunt instructs participants on how best to use persuasion tactics in conversation to communicate the information. Tenpenny promotes anti-vaccination videos sold by Ty and Charlene Bollinger and receives a commission whenever her referrals result in a sale, a practice known as affiliate marketing.


Não dá para ser mais hipócrita do que isso... Em certos trechos, há clara manifestação de interesse de uso de uma massa de manobra. Institutos de pesquisa não precisam oferecer nem muito menos cobrar financeiramente de cientistas para que eles sejam mais convincentes ou influenciadores. Quem cobra dinheiro dos outros para dizer a verdade tem outro nome em nossa Língua, o qual prefiro omitir.

A verdade da ciência fala por si só. Se ela erra, repara, . Mas e quando um mentiroso de carteirinha é desmascarado? Já o viram pedir desculpas e reparar as vidas dos que foram potencialmente severamente afetados? Claro que não! É a velha ladainha do "fui mal interpretado, tiraram minhas falas de contexto, não seguiram exatamente as instruções do meu método, não replicaram os testes nas condições certas", e blá, blá, blá.
"O conhecimento anda de mãos dadas com a verdadeira luz".

:arrow: Tutorial Download links Telegram aqui.
:arrow: Links inativos? Informe aqui.