Autor Tópico: Big Pharma - Labos Tout-Puissants (2020)  (Lido 134 vezes)

0 Membros e 1 visitante estão a ver este tópico.

Homem Nuclear

  • 00

  • Registo: 08 Set, 2011
  • Membro: 24270
  • Mensagens: 52
  • Tópicos: 30

  • : 1
  • : 1

Big Pharma - Labos Tout-Puissants (2020)
« em: Segunda, 25 de Abril, 2022 - 03h05 »
Big Pharma - Labos tout-puissants



[imdb]  [arte]

Citar
Uma investigação sobre uma indústria fora de controle cujos interesses nem sempre coincidem com as exigências da saúde pública.

São conhecidas como as "Big Pharma": as empresas suíças Novartis e Roche, as empresas estadunidenses Pfizer e Johnson & Johnson, e a empresa francesa Sanofi que, sozinhas, controlam a maior parte da fabricação de medicamentos. A fim de manter seu monopólio, estes grandes laboratórios minimizam, ou mesmo escondem, certos efeitos indesejáveis causados por seus produtos. Na Europa, Depakine, um medicamento anti-epiléptico responsável por defeitos congênitos e distúrbios de desenvolvimento neurológico em crianças expostas in utero, está no centro de um escândalo retumbante. Suspeita de ter atrasado o alerta às autoridades sanitárias e aos consumidores sobre estes riscos conhecidos, a Sanofi foi acusada de "fraude agravada", "ferimento involuntário" e "homicídio involuntário". Nos Estados Unidos, onde a crise dos opiáceos está a causar estragos (mais de cem mortes por dia), as empresas farmacêuticas multinacionais são acusadas de ter encorajado a prescrição massiva destes analgésicos, ocultando a sua natureza altamente viciante. Em 2019, a Johnson & Johnson foi condenada a pagar 572 milhões de dólares ao Estado de Oklahoma por ter posto em risco a vida de seus cidadãos. Enquanto a indústria farmacêutica se beneficia grandemente das inovações da pesquisa pública, os preços dos medicamentos estão a atingir níveis recordes: cobrados a 84.000 dólares nos Estados Unidos, onde os preços não são regulamentados, o tratamento da hepatite C custa 24.000 euros na França, enquanto a nova terapia genética para a leucemia comercializada pela Novartis custa cerca de 300.000 euros. Entre intenso lobbying e acordos ilícitos, os laboratórios empregam estratégias eficazes para preservar a sua exclusividade, seguindo o exemplo da Novartis, que conseguiu impor no mercado uma droga contra a AMD (degeneração macular relacionada à idade) quarenta vezes mais cara do que a sua concorrente.

Numa altura em que a luta contra o Covid-19 está a aguçar o apetite dos gigantes farmacêuticos, Luc Hermann (Starbucks sans filtre) e Claire Lasko lançam luz sobre o novo paradigma em ação no setor, entre concentração, financeirização e a corrida desenfreada ao lucro. Utilizando exemplos documentados e numerosos testemunhos (de médicos, pacientes, jornalistas, vítimas e advogados, bem como de um representante da Sanofi e da ex-ministra da Saúde Marisol Touraine), as suas investigações destacam o poder desproporcional da Big Pharma - "comparável ao de um Estado", segundo o professor François Chast - e as ameaças que representam para os sistemas de saúde pública, como também a resistência que provocam, desde a multiplicação de processos judiciais até a formação de grupos de médicos que lutam contra a corrupção no setor da saúde.


« Última modificação: Segunda, 25 de Abril, 2022 - 04h45 por Homem Nuclear »
"Se quiser saber quem lhe controla, basta observar a quem você não pode criticar."

VitDoc

  • Moderador
  • Tradutor
  • br

  • Registo: 25 Mar, 2012
  • Membro: 28808
  • Mensagens: 10 654
  • Tópicos: 2 067

  • : 177
  • : 169

Re: Big Pharma - Labos Tout-Puissants (2020)
« Resposta #1 em: Quarta, 16 de Novembro, 2022 - 16h01 »
Obrigado, @Homem Nuclear:hand:



:arrow: Documentário em :pt: (versão encurtada) aqui.
"O conhecimento anda de mãos dadas com a verdadeira luz".

:arrow: Tutorial Download links Telegram aqui.
:arrow: Links inativos? Informe aqui.

Etiquetas: