Autor Tópico: Lixo nos canais de "documentários"  (Lido 16032 vezes)

0 Membros e 1 visitante estão a ver este tópico.

FragaCampos

  • Administrador
  • Tradutor
  • Ripper
  • pt

  • Registo: 09 Out, 2007
  • Membro: 1
  • Mensagens: 17 380
  • Tópicos: 3 358

  • : 72
  • : 332

Re: Lixo nos canais de "documentários"
« Resposta #40 em: Terça, 12 de Janeiro, 2016 - 21h31 »
Aconselho-te a veres a página do Facebook do Canal História em Portugal. São dezenas e dezenas de reclamações de pessoas que consideram que o canal as engana, pois vende um produto diferente daquele que publicita.
Nem toda a gente tem possibilidade de andar na Internet em busca de documentários. Ou porque não tem tempo, ou porque não sabe.
Há muita gente que não quer ver novelas, futebol ou canais de notícias que falam sempre do mesmo. Procuram cultura e entretenimento, e, uma boa parte delas, procura isso nos documentários.
Quem chega a casa após um dia inteiro de trabalho e quer ver algum documentário de História, senta-se no sofá, depois de jantar e de deitar os filhos na cama, para assistir ao Canal História. Quando os filhos chegam da escola, muitos pais põem-nos a ver documentários no Canal História. O problema é que o Canal História não passa documentários de História. Passa ficção mascarada de realidade, mentiras ereality shows e é isto que a grande maioria das pessoas vê.
Hoje em dia, a Internet está muito fraturada, com o público alvo muito disperso, meios de acesso muito selectivos  e com informação que flui sem que as pessoas saibam muito bem no que confiar e/ou acreditar. Quando esses programas ocupam o espaço que deveria estar reservado a documentários "a sério", estão a transmitir uma imagem falsa do que é um documentário e a defraudar as expectativas de quem procura algo com o mínimo de reputação para ser credível.
E isto causa danos. Podem parecer insignificantes, mas com o tempo, vão-se acumulando e criando uma imagem deturpada da realidade.
Imaginemos por um segundo que não existia BBC ou PBS. O mundo seria certamente muito diferente...

Depois, há os documentários tradicionais, aqueles que praticamente só aparecem nos festivais de cinema e dos quais nunca ninguém ouve falar. São produzidas centenas de obras documentais que são um retrato e um mosaico do mundo e da Humanidade atuais e que não obtêm exposição porque simplesmente não têm plataformas que as façam chegar ao público. Claro que há excepções criadas por campanhas de sucesso na Internet ou que envolvem nomes famosos, mas essa é uma minoria que não pode ser tida como regra. No entanto, sei por experiência própria que as pessoas estão ávidas de bons documentários, de descobrir algo inédito, de conhecer melhor algo sobre o qual tinham uma ideia errónea ou incompleta, de estimularem o sentido crítico, a imaginação e o conhecimento sobre si e o mundo que as rodeia.

Sei que o mercado acabará por se reajustar e inclinar para onde a procura e a pressão do público for maior, mas quando uma criança ou adolescente cresce a ver programas de extraterrestres vs Hitler, lojas de penhores e episódios repletos de sangue e violência sobre o reino animal, deuses mitológicos que arrancam cabeças e cospem fogo, monstros do rio, apocalipses disto e daquilo... pergunto-me o que seria de mim se não tivesse crescido a ver Jacques Cousteau, José Hermano Saraiva, Carl Sagan, David Attenborough, Stephen Hawking, Noam Chomsky entre muitos outros.
O Netflix veio agitar o mercado com a promessa de novas oportunidade e de maior palco para o género documental. No entanto, deixo a discussão sobre o impacto que irá ter sobre a realização e produção de documentários para uma outra oportunidade.
Saiba como pesquisar corretamente aqui.
Como transferir do 1fichier sem problemas de ligação? Veja aqui.
Converta os links antigos e aparentemente offline do 1fichier em links válidos. Veja aqui como fazer.
Classifique os documentários que vê. Sugestão de como o fazer.

nagol

  • br

  • Registo: 20 Ago, 2008
  • Membro: 1864
  • Mensagens: 3 723
  • Tópicos: 418

  • : 3
  • : 8

  • Foto da criadora do site Sci-Hub
Re: Lixo nos canais de "documentários"
« Resposta #41 em: Quarta, 13 de Janeiro, 2016 - 01h09 »
Eu concordo com parte da tua análise, claro, mas o History é um belo exemplo, a muito tempo ele não é um canal sobre história, e qualquer pessoa que acompanha pode perceber isso, o único erro é continuar com o mesmo nome, mas dizer que por isso as pessoas são enganadas hoje em dia, é muita ingenuidade dessas pessoas, reclamar é um direito, afinal eles pagam, mas acho que são minoria e se não são, parecem ser, de qualquer forma a operadora é que decide quais canais inclui e decide baseado nas pesquisas deles ou no que da mais retorno, pois é um negocio privado, deveriam reclamar mais com ela.
Mas, a Netflix é só um exemplo, um tipo novo de TV paga que se foca em cada segmento sem ter que escolher entre uma coisa ou outra, no Brasil temos um exemplo que você conhece e é mais focado ainda, não teria espaço na TV, mas na internet tem e eu espero que as pessoas que pagam por conteúdo valorizem seu dinheiro e busquem quem oferece o que ela busca e sei que ainda não é ideal, mas é o futuro e ele já começou, não tem volta. Eu mesmo pago por dezenas de canais que nunca assisto no meu "pacote", é uma burrice, ainda bem que a tecnologia evolui.

Eu ainda gosto da ideia de canais mantidos por doações ou imposto, mas que só produza apenas documentários educativos imparciais.

Esse é o melhor momento da história para os documentários, desde que o público valorize eles, desde que exista essa demanda que citou, os meios para distribuição na internet ou odemand não vão faltar.

Vasco_da_Gama

  • Releaser
  • Uploader
  • Postador de Legendas
  • Arquivista
  • pt

  • Registo: 12 Dez, 2009
  • Membro: 9955
  • Mensagens: 5 449
  • Tópicos: 2 867

  • : 0
  • : 276

Re: Lixo nos canais de "documentários"
« Resposta #42 em: Quarta, 13 de Janeiro, 2016 - 02h45 »
Reality shows sobre prospectores de ouro


por acaso gosto, e assisto sempre que posso

já comprei várias cenas e tenho um mapa do tesouro comigo
não vou revelar pormenores por razões óbvias



pessoal, este tipo de cenas...mesmo os gajos que procuram diamantes nas serras ou mesmo cogumelos ...para mim, não deixa de ser um mundo novo, nunca tinha visto algo semelhamente
Para aceder à lista 100 Years of Olympic Films, American Experience e IMAX carregue na respectiva imagem

 

tuelo

  • br

  • Registo: 04 Abr, 2012
  • Membro: 29007
  • Mensagens: 179
  • Tópicos: 0

  • : 0
  • : 0

Re: Lixo nos canais de "documentários"
« Resposta #43 em: Quarta, 13 de Janeiro, 2016 - 20h46 »
aprecio a opinião de muitos e respeito o ponto de vista de todos mas rotular algo de ruim ou perigoso toma conotação religiosa.

VitDoc

  • Moderador
  • Tradutor
  • br

  • Registo: 25 Mar, 2012
  • Membro: 28808
  • Mensagens: 8 878
  • Tópicos: 1 713

  • : 35
  • : 104

Re: Lixo nos canais de "documentários"
« Resposta #44 em: Domingo, 22 de Agosto, 2021 - 20h32 »
Vivi para ver um monte de gente defendendo "Trato Feito" e "Largados e pelados". Mais do que isso, ser criticado por criticá-los.

Não à toa, temos toda uma geração de idiotas bastante satisfeitos com entretenimento para idiotas.

aprecio a opinião de muitos e respeito o ponto de vista de todos mas rotular algo de ruim ou perigoso toma conotação religiosa.

Só há religião se você a trouxer para o meio. Qualidade, de fato, é um conceito relativo, mas é uma percepção individual. Conhecimento não se relativiza: ou é real e ensina ou é falso e desinforma - simples assim.
"O conhecimento anda de mãos dadas com a verdadeira luz".

:arrow: Tutorial Download links Telegram aqui.
:arrow: Links inativos? Informe aqui.
:arrow: Votação de Tradução docsPT #13 aqui.