Autor Tópico: Neurociências e Psicanálise (2012)  (Lido 1056 vezes)

0 Membros e 1 visitante estão a ver este tópico.

pp1058

  • br

  • Registo: 23 Jun, 2011
  • Membro: 22299
  • Mensagens: 475
  • Tópicos: 236

  • : 0
  • : 0

Neurociências e Psicanálise (2012)
« em: Domingo, 05 de Janeiro, 2014 - 19h53 »
Neurociências e Psicanálise



[imdb]

Citar
As neurociências representam uma das áreas mais férteis em produção científica, possui grande impacto na sociedade, e vem expandindo suas linhas de abrangência fazendo interface com outras áreas dentre elas a psicanálise. A psicanálise, embora separada dos grandes meios de publicação científica e dos meios de saúde pública, ainda constitui um conjunto de teorias efetivas para o que se propõe (a psicoterapia, interpretação da cultura e a proposição de novas hipóteses sobre o funcionamento mental). Assim como os neurocientistas, muitos psicanalistas são simpáticos a realização de uma interface entre as duas disciplinas.

Mário Eduardo Costa Pereira

Psicanalista e psiquiatra. Professor titular de Psicopatologia Clínica e ex-diretor do Laboratoire de Psychopathologie Clinique et Psychanalyse da Aix-Marseille Université (França). Professor livre-docente em Psicopatologia do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, onde dirige o LaPSuS (Laboratório de Psicopatologia: Sujeito e Singularidade). Diretor do Núcleo de São Paulo do Corpo Freudiano – Escola de Psicanálise. Membro do Departamento de Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae de São Paulo e membro da Associação Universitária de Pesquisas em Psicopatologia Fundamental.

http://www.youtube.com/watch?v=qhHD4WAMjpI#ws

"O que nós queremos, o que não gostamos, o que pensamos, o que sentimos: tudo é impermanente. As palavras de elogios ou críticas são impermanentes. Todas vêm e vão. Se entendermos isso, não vamos ficar tão desorientados com os dramas da vida cotidiana."
Chagdud Tulku Rinpoche