Autor Tópico: Les Démons De Michel-Ange (2017)  (Lido 284 vezes)

0 Membros e 1 visitante estão a ver este tópico.

ibbins

  • Moderadora
  • Ripper
  • br

  • Registo: 19 Ago, 2008
  • Membro: 1848
  • Mensagens: 17 937
  • Tópicos: 4 460

  • : 70
  • : 633

Les Démons De Michel-Ange (2017)
« em: Sexta, 10 de Dezembro, 2021 - 21h24 »
Secrets D'Histoire - Les Démons De Michel-Ange



[imdb]


Versão: MVGroup PDTV

Créditos para: Dario Bortolini

Notas:

 :br:

(TVrip)

Há 1 anexo(s) neste tópico que você como visitante não tem permissão para ver ou transferir.
Les Demons De Michel-Ange (2017).BR.rar
:eye:  À informação que acumulamos chamamos de CONHECIMENTO. Ao CONHECIMENTO compartilhado, de SABEDORIA." Alan Basilio



Converta links antigos 1fichier

ibbins

  • Moderadora
  • Ripper
  • br

  • Registo: 19 Ago, 2008
  • Membro: 1848
  • Mensagens: 17 937
  • Tópicos: 4 460

  • : 70
  • : 633

Re: Les Démons De Michel-Ange (2017)
« Resposta #1 em: Sexta, 10 de Dezembro, 2021 - 21h28 »
Documentário aqui.

Obrigada, @DARIO BORTOLINI:clap:
:eye:  À informação que acumulamos chamamos de CONHECIMENTO. Ao CONHECIMENTO compartilhado, de SABEDORIA." Alan Basilio



Converta links antigos 1fichier

DARIO BORTOLINI

  • br

  • Registo: 24 Dez, 2009
  • Membro: 10163
  • Mensagens: 36
  • Tópicos: 2

  • : 0
  • : 0

Re: Les Démons De Michel-Ange (2017)
« Resposta #2 em: Segunda, 13 de Dezembro, 2021 - 16h28 »
Michelângelo. Artista florentino, nascido em 1475 e falecido em 1564.

A palavra "artista" poucas vezes foi usada em sentido tão amplo: escultor, pintor, poeta, arquiteto, designer... a gama de atividades nas quais ele se envolveu é tão grande que é difícil pôr-lhe um rótulo único.

E - além de uma gama gigantesca - a qualidade do trabalho dele em cada uma delas é também impressionante!

Originalmente, o sonho dele era ser escultor. E, desde o início de sua carreira, ele faz algumas obras-primas - como a Pietá (1498, aos 23 anos) e o David (1501 -26 anos) - que geralmente os grandes artistas fazem no fim de suas vidas, no apogeu de suas maturidades, depois de acumular muita experiência. Michelângelo as faz no início de sua vida profissional, recém saído da adolescência.

O perfeccionismo técnico atingido por ele nestas duas obras foi algo nunca visto antes! Se observarmos - por exemplo - as mãos do David... tendões, músculos, ossos, juntas, nervos... tudo absolutamente perfeito, um estudo de anatomia em mármore! Evidentemente, para atingir este conhecimento anatômico, Michelângelo dissecou cadáveres, em pleno século XV, uma época que a igreja proibia isto veementemente.

E um Papa, Júlio II, (um dos dez aos quais ele serviu), em um ato de ousadia... mandou-o pintar o teto de uma igreja, a Capela Sistina. Alguém que nunca tinha pintado na vida, subitamente recebe a incumbência de pintar um teto de 1000 m2, 20 metros acima do chão... e em afresco!

Afresco é uma técnica de pintar sobre gesso fresco, antes que ele seque, o que dá uma janela de 7-8 horas entre a colocação do gesso e a última pincelada da pintura! Se alguma coisa ocorrer de errado ou se o artista mudar de opinião, tem-se que quebrar o gesso e começar novamente. Em suma, é uma técnica que não dá tempo para retoques! A versão correta tem que ser a primeira! E é importante lembrar duas coisas: 1) o teto da Sistina é curvo; isto distorce a pintura, para quem a vê de 20 metros abaixo. Ou seja, havia a necessidade de compensar as distorções na hora da pintura... 2) é em uma forma de tinta que não permite retoques!

O resultado é uma obra-prima que - até hoje - atrai milhões a Roma, para ver o célebre Teto da Sistina!

Além de pintor, um humanista profundo. Michelângelo teve como mecenas ninguém menos que Lorenzo de Médici, vulgo "Lorenzo, o Magnífico", banqueiro riquíssimo, mecena, protetor das artes, humanista e poeta do Renascimento. Muitas das poesias dele sobreviveram, material de ótima qualidade. O artista morou na casa do banqueiro florentino por três anos de sua vida, aproximadamente entre 1490-1492, junto com os filhos de Lorenzo, quando conheceu a fina flor da cultura renascentista florentina (Pico dela Mirandola, etc). E isto o acompanhou pelo resto de sua vida.

A escadaria da Biblioteca Medicea Laurenziana de Michelângelo... inspirou um movimento arquitetônico, o maneirismo! Mesmo algo tão simplório e desinteressante, na mão dele, transforma-se em uma peça que cria um movimento.

A personalidade de Michelângelo é tão rica quanto sua obra! Um pintor e escultor superdotado, uma pessoa profundamente pia e religiosa, um humanista, uma pessoa que participou de uma dissidência do Catolicismo, os Espirituais.... foi descoberto e não foi punido porque o próprio Papa o protegeu, para não perder um servidor com seu talento.

Ao mesmo tempo, uma pessoa de um mal humor antológico. Criou-se para Michelângelo - ainda em seu tempo de vida - a palavra "Terribilità", que dispensa maiores comentários! Morreu um homem riquíssimo, mas viveu um estilo de vida brutalmente frugal, beirando a avareza! Para um homem que recebeu apenas pelos afrescos da Sistina 6.000 ducados (o salário anual de um escrivão, uma profissão muito bem paga, era 50 ducados por ano), ele alimentava-se de um pedaço de pão e de um copo de vinho! Dormia com suas roupas e botas! Diz a lenda que - quando ele tirava suas botas - pedaços de pele saíam junto com o calçado!

Contemporâneo, influenciado e influenciador de Da Vinci e de Rafael Sanzio, ele vai compor a trindade básica do Renascimento, artistas que - 500 anos depois de terem terminado seu trabalho - continuam sendo admirados!

O documentário fala dos dos grandes amores de Michelângelo: Vittoria Collona, uma nobre romana, de uma família que deu papas, uma mulher com quem ela viveu "um amor espiritual", um amor platônico; e um jovem, Tommaso Cavalieri, um jovem nobre florentino que ele amou e ao qual dedicou alguns desenhos e poemas.

Uma personalidade brutalmente complexa, tanto artística quanto pessoalmente. Um talento não ultrapassado na artes gráficas, um artista que criou obras que, 500 anos depois, ainda são admiradas.

Um documentário que certamente vale a pena.