Autor Tópico: E o mundo a bater à nossa porta, ou a porta a bater com a força do mundo...  (Lido 2231 vezes)

0 Membros e 1 visitante estão a ver este tópico.

cab

  • Retirado
  • pt

  • Registo: 10 Out, 2007
  • Membro: 5
  • Mensagens: 7 484
  • Tópicos: 3 821

  • : 0
  • : 6

Para quem tem andado distraído, ou acredita que as coisas se resolvem por si, ou que os nossos "amigos" políticos são pessoas sérias e de bem, ou que os bancos são instituições primordiais à condução de uma economia estável... bem, desenganem-se, infelizmente...
Durante demasiado tempo tem-se andado a tapar o sol com uma peneira - com uns buracos tão GRANDES - que só não viu quem preferiu/prefere acreditar nos castelinhos de areia, nos contos de fadas, nos bancos (empresas privadas com um único intuito, lucro), nos políticos e políticas  para as massas- talvez o esparguete ou os canudos - que dão primazia e prioridade aos grandes e megalómanos investimentos (sempre realizados pelas mesmas empresas, pois estas também têm de ser grandes) em vez de olharem para o Zé Povinho e para a economia do Zé Povinho.
Sim, hoje estou chateado! Estou chateado com a contundente cegueira de quem mais e melhor devia ver, nós, o Zé Povinho - porque o bolso é nosso!. Acreditar nos Srs. de gravata e gravatinha, com o sapatinho Pierre Cardin e fato Armani a falarem muito e a nada de concreto dizerem, ou fazerem, faz-me uma "confusão" tremenda!

Mas "prontos", depois deste pequeno desabafo, pois muito mais havia para dizer, os números para quem ainda anda distraído...


* Com um maior peso da dívida e um crescimento, nos últimos 10 anos, mais lento que a Grécia, o país mais pobre da Europa ocidental está a ser punido pelos investidores à medida que a crise da dívida se alastra.

* O prémio de risco para os títulos de Portugal aumentaram para mais do dobro em comparação com o mesmo mês do ano passado.

* Os CDS sobre a dívida portuguesa, que asseguram contra a falha de pagamento, subiram hoje 24 pontos base (conversa para o Zé Povinho não entender -  24 pontos base são = 0,24%) para os 335 (3,35%) de acordo com a CMA Datavision, quase um recorde.
P.S: Para quem não sabe o que é o "CDS". É o seguro obrigatório feito sobre a aquisição de títulos de dívida.

* Os CDS para Portugal mostram que os investidores colocam a sua dívida como a 8ª mais arriscada, pior que a do Líbano e que a da Guatemala.

* Enquanto que a dívida pública portuguesa se situa nos 77% do PIB, a par da França, o peso dessa dívida quando adicionada a dívida das empresas e dos agregados familiares excede a da Grécia e da Itália, situando-se nos 236% do PIB. Os niveis de poupança são o 4º mais baixo dos 27 membros que compõem a OECDE, de acordo com os dados do grupo sediado em Paris.

* Portugal planeia este ano contrair dívida até 25 mil milhões de euros, o equivalente a 15% do PIB. Isto em comparação com os 21 mil milhões de euros no ano passado, de acordo com a agência nacional de dívida.

Fonte: Bloomberg - Aqui.

A leitura individual de cada um dos números deixo a cargo de quem os quiser realmente entender, só chamando à atenção que todos os números que aqui estão expostos somos nós, o Zé Povinho, quem os vai pagar, directa e indirectamente, todos!

Para quem quiser entender melhor toda a dinâmica da economia, aconselho vivamente (tal é a sua importância) o visionamento do documentário Crash Course, ainda sem legendas em português, mas que serão disponibilizadas muito em breve. ;)

Gostava de fechar com duas analogias. A primeira, uma que tenho usado nos últimos tempos para retratar o estilo e forma de vida da maioria das pessoas que conheço:
"O português passa a sua vida em biquinhos de pés no beiral de um 18º andar a rezar a todos os santinhos que nunca venha uma rabanada de vento."
A segunda:
"Não há fumo sem fogo, e quem se queima é o Zé Povinho."
« Última modificação: Quarta, 28 de Abril, 2010 - 00h19 por cab »
O conhecimento governará sempre a ignorância...

cab

  • Retirado
  • pt

  • Registo: 10 Out, 2007
  • Membro: 5
  • Mensagens: 7 484
  • Tópicos: 3 821

  • : 0
  • : 6

Re: E o mundo a bater à nossa porta, ou a porta a bater com a força do mundo...
« Resposta #1 em: Quarta, 28 de Abril, 2010 - 12h59 »
E mais uns números:

Citar
O risco da dívida portuguesa continua a bater recordes nos mercados, com o custo para segurar a dívida, os credit defaults swaps, a subir 56 pontos base para os 442, tendo duplicado em menos de uma semana.
Fonte: OJE Dívida portuguesa bate novo recorde para os 442 pontos (4,2%). Anteontem estava nuns fantásticos 3,35% :wall:
« Última modificação: Quarta, 28 de Abril, 2010 - 13h03 por cab »
O conhecimento governará sempre a ignorância...

cab

  • Retirado
  • pt

  • Registo: 10 Out, 2007
  • Membro: 5
  • Mensagens: 7 484
  • Tópicos: 3 821

  • : 0
  • : 6

Re: E o mundo a bater à nossa porta, ou a porta a bater com a força do mundo...
« Resposta #2 em: Quinta, 29 de Abril, 2010 - 11h29 »
E há um número que me faz especial confusão (ou não)...

Suponhamos que o pacote de estímulo à economia - vulgo, dinheiro nosso dado aos bancos (tadinhos) - foi aprovado no início de Dezembro de 2008 e posto em prática no início de 2009.
Suponhamos que no ano de 2009 o estado português pediu 21 mil milhões de euros emprestados aos mercados internacionais.
Suponhamos que em 2010 não irá haver mais pacotes de estímulo.
Suponhamos que o estado português - vulgo, políticos - está a pedir sacrifícios aos portugueses.
Suponhamos que o estado português espera pedir emprestado 25 mil milhões de euros em 2010.
Suponhamos que os bancos contínuam a apresentar lucros estrondosos.

Infelizmente isto não são suposições, são factos!
Como é possível que em 2010 o estado português, que diz ao Zé Povinho estar a apertar o cinto, ir pedir mais dinheiro emprestado em 2010 do que em 2009 quando nesse ano esbanjou dinheiro para salvar os bancos (intituições privadas com um único intuito, lucro) que sempre apresentaram lucros?!
Lucro do BCP cai para €96 milhões --- Jasus, tadinhos, tão pouquinho  :rant: ...  mas esperem, este é o lucro relativo apenas ao primeiro trimestre deste ano. Quer então dizer que no ano passado, quando recebia o nosso dinheiro em formato de estímulo, ainda estava a lucrar mais 9,6%. Epá, se calhar temos de lhes dar mais uns quantos milhares de milhões de euros porque isto está mal lá para aqueles lados... :rant:

Sejamos sérios, e principalmente temos de exigir seriedade aos senhores de gravata e gravatinha, com os sapatinhos Pierre Cardin e fato Armani, porque esse dinheiro é nosso, e se gastaram 2.2 mil milhões de euros com os bancos (instituições privadas), os quais não votam para lá meter os senhores das gravatinhas (ou votam?), então EXIJAM imediatamente o NOSSO dinheiro dado DE VOLTA, e invistam-no na economia do Zé Povinho!!!
É preciso descaramento!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

P.S: Mas não é só por cá...
Caja Madrid lucra menos 72,9% para 357 milhões no 1.º trimestre
Lucros do Santander crescem 5,7% para 2215 milhões de euros
Deutsche lucra com banca de investimento (O lucro líquido aumentou para 1,76 mil milhões de euros...)
« Última modificação: Quinta, 29 de Abril, 2010 - 12h23 por cab »
O conhecimento governará sempre a ignorância...

cab

  • Retirado
  • pt

  • Registo: 10 Out, 2007
  • Membro: 5
  • Mensagens: 7 484
  • Tópicos: 3 821

  • : 0
  • : 6

Re: E o mundo a bater à nossa porta, ou a porta a bater com a força do mundo...
« Resposta #3 em: Quarta, 12 de Maio, 2010 - 00h29 »
Ora, mais uns números para quem ainda anda distraído...

Como se anda a começar a falar sobre o aumento de impostos - subir o IVA para 21/22% e tributar o 13º mês de quem trabalha (medida sem volta a dar senão houver pessoas cientes do que ser feito) -, vejamos então que carga de esforço será pedido aos bancos...

Ora, os nosso queridos bancos são tributados, por norma e em média, em 15% de IRC, valor do qual estão isentados os juros... Hmmmm.... quer dizer então que uma "vulgar" empresa paga 25% de IRC mais 2,5% de derrama, ou seja uns belos 27,5%... hmmm... quer dizer então que nós, quem trabalha, teremos de abdicar de parte do nosso subsídio de férias e os Srs. bancos, que são tributados em menos 12,5% que uma empresa "normal", nada contribuiem... hmmm... serei eu que acho que está aqui algo que é tudo menos equilibrado, justo, com bom senso, honesto, sincero, etc...?

Estou cansado de tanta hiprocrisia!
No seu conjunto, os bancos, têm tido lucros totais entre os 5 mil milhões e os 10 mil milhões de euros por ano (Valores por baixo), se fossem tributados ao valor que o são TODAS as outras empresas, ou seja, mais 12,5% de 5 mil milhões de euros = 125 milhões de euros --- Valores muito por baixo

Vá lá, tirem ao Zé Povinho para continuar a dar todos os benefícios fiscais e pacotes de estímulo ao coitadinhos dos bancos...

Agora vou ficar à espera dos números que eles - já nem sei se são os bancos ou a assembleia da república - irão dizer que irão angariar com tais medidas diretas ao bolso do Zé Povinho....

Está mais do que na hora de acordar e ver a hiprocrisia que grassa no nosso sistema demo-crático!
O conhecimento governará sempre a ignorância...

cab

  • Retirado
  • pt

  • Registo: 10 Out, 2007
  • Membro: 5
  • Mensagens: 7 484
  • Tópicos: 3 821

  • : 0
  • : 6

Re: E o mundo a bater à nossa porta, ou a porta a bater com a força do mundo...
« Resposta #4 em: Quinta, 20 de Maio, 2010 - 02h04 »
Ora vejamos então a justiça da nossa demo-crácia....

Subimos o IVA... Subimos o IRS... Subimos o IRC... Subimos... Subimos...Subimos...
Hmmmm... e não se retiram os benefícios fiscais aos bancos????? Quer dizer que os bancos terão de pagar  uma taxa de 17,5% de IRC (em média)... hmmm... isto cheira-me a justiça social...

Para quem não sabe, um dos benifícios fiscais que as instituições bancárias têm é de não lhes ser cobrada qualquer mais valia sobre os juros realizados de empréstimos entre instituições bancárias... ou seja, quando um banco empresta dinheiro a outro banco e cobra juros sobre esse empréstimo. Hmmm... mas não são os juros o LUCRO das instituições bancárias? Quer dizer que ainda por cima pagam menos mais valias que uma empresa "normal"... hmmm... cheira-me a justiça social... hmmm
- Isto é o mesmo de eu ter uma empresa de construção civil (exemplo) e comprar materiais a uma empresa de materiais de construção civil, e o lucro dessa venda não entrar para as contas dos lucros anuais da empresa de materiais de construção civil... Parece-me bem... Fantástico...

Não se esqueçam destas palavras: Presidente da CGD diz que os portugueses têm de mudar “radicalmente” de vida... eu gostava era de ouvir que os bancos têm de mudar radicalmente de vida... mas isso...
« Última modificação: Quinta, 20 de Maio, 2010 - 02h10 por cab »
O conhecimento governará sempre a ignorância...

sermak

  • Uploader
  • pt

  • Registo: 17 Jan, 2008
  • Membro: 497
  • Mensagens: 231
  • Tópicos: 56

  • : 0
  • : 3

Re: E o mundo a bater à nossa porta, ou a porta a bater com a força do mundo...
« Resposta #5 em: Quinta, 20 de Maio, 2010 - 12h39 »
      Uma das grandes contrariedades que encontro nisto são:

      • Quem se apresenta com o salário mínimo nacional \ pensões de sobrevivência ou de reforma, será taxado em 1%. Vamos tirar ainda mais aos pobres? se 475€ [que acho que é agora o Salário mínimo nacional] não chegam para o custo de vida que temos, durante 1 mês, agora ainda se tira mais 1%?

      • Vi apresentarem o salário antigo e o novo [com o corte de 5%] que vários Administradores, Presidente do BdP, Ministro da Finanças recebem, mas não vi falarem do "Sr. Eng." Sócrates...

      • Então estamos tão mal, que já nos é posto do selo de Bancarrota, e o Governo decide que todos temos que apertar (ainda mais) o cinto, e mantêm as obras publicas no planeamento? Quer dizer que vamos apertar o cinto, para construir Aeroportos [o da Portela dá bem] e o TGV que será dispendioso, sem utilidade a não ser para algumas empresas..

      Algumas medidas de resolução:

      As despesas inúteis que o Governo tem, seriam cortadas e só aí se pouparia imenso.
      Em vez de haver 50 secretários para cada ministro, haveria 2/3, e mesmo assim...
[Nota: 50 é numero fictício, apenas exemplo]

Para concluir, e dizer ao cab (e ao resto da malta ;)) que isto é uma democracia se fizermos o que o Governo quiser ;)

Vamos bem vamos...
I hear, I forget. I see, I remember. I do, I understand. ” -- provérbio Chinês

FragaCampos

  • Administrador
  • Tradutor
  • Ripper
  • pt

  • Registo: 09 Out, 2007
  • Membro: 1
  • Mensagens: 17 781
  • Tópicos: 3 369

  • : 72
  • : 347

Re: E o mundo a bater à nossa porta, ou a porta a bater com a força do mundo...
« Resposta #6 em: Quinta, 20 de Maio, 2010 - 14h00 »
Meu caro sermak, estes aumentos de IRS e IVA são apenas migalhas para tentar estancar uma situação que não tem solução... para ver se os ratos ainda se aguentam mais algum tempo à tona da água.
O problema é muito mais grave do que estes aumentos que vêm ainda sobrecarregar mais quem já mais não pode.
Em breve sairá o Crash Course e aí poderás ver até onde vai o buraco do coelho...

Falas em reduzir secretários e despesas inúteis e deixo aqui uma pergunta: e os governos civis, servem para quê? Antros de tachistas espalhados de Norte a Sul do país, para quê? É claro que não é isto que vai resolver a grave crise em que vivemos e que se irá agravar no futuro, mas são exemplos de como este país (e muitos outros) foram governados nestas últimas décadas.

Quando os próprios banqueiros vêm dizer pública e taxativamente perante todo o país que os Portugueses vão ter de mudar radicalmente de vida, isto não deveria ser um toque a rebate? Um alerta vermelho?
Aguardem pelos próximos capítulos...
Saiba como pesquisar corretamente aqui.
Como transferir do 1fichier sem problemas de ligação? Veja aqui.
Converta os links antigos e aparentemente offline do 1fichier em links válidos. Veja aqui como fazer.
Classifique os documentários que vê. Sugestão de como o fazer.

mancodope


  • Registo: 22 Fev, 2008
  • Membro: 695
  • Mensagens: 14
  • Tópicos: 0

  • : 0
  • : 0

Re: E o mundo a bater à nossa porta, ou a porta a bater com a força do mundo...
« Resposta #7 em: Domingo, 12 de Setembro, 2010 - 00h15 »
O Bloco de Esquerda é que tem razão! Há que mudar as moscas.

FragaCampos

  • Administrador
  • Tradutor
  • Ripper
  • pt

  • Registo: 09 Out, 2007
  • Membro: 1
  • Mensagens: 17 781
  • Tópicos: 3 369

  • : 72
  • : 347

Re: E o mundo a bater à nossa porta, ou a porta a bater com a força do mundo...
« Resposta #8 em: Domingo, 12 de Setembro, 2010 - 01h39 »
Eu diria, e com licença da palavra, é preciso é mudar mesmo a merda...
Saiba como pesquisar corretamente aqui.
Como transferir do 1fichier sem problemas de ligação? Veja aqui.
Converta os links antigos e aparentemente offline do 1fichier em links válidos. Veja aqui como fazer.
Classifique os documentários que vê. Sugestão de como o fazer.