Autor Tópico: Saturnália Festival!  (Lido 1629 vezes)

0 Membros e 1 visitante estão a ver este tópico.

Daniel Dutra

  • br

  • Registo: 28 Jul, 2009
  • Membro: 7084
  • Mensagens: 126
  • Tópicos: 16

  • : 0
  • : 0

Saturnália Festival!
« em: Sábado, 25 de Dezembro, 2010 - 20h07 »

Nem sempre o dia 25 de Dezembro foi dia de Natal. A origem da celebração deste dia parece ser muito antiga mas a filiação mais direta provêm, como tantas outras coisas, dos Romanos. Estes celebraram durante muito tempo uma festa dedicada ao deus Saturno que durava cerca de quatro dias ou mais. Nesse período ninguém trabalhava, ofereciam-se presentes, visitavam-se os amigos e, inclusivamente, os escravos recebiam permissão temporária para fazer tudo o que lhes agradasse, sendo servidos pelos amos. Era também coroado um rei que fazia o papel de Saturno. Esta festa era chamada Saturnália e realizava-se no solstício de Inverno.

Convém lembrar aqui que o solstício de Inverno era uma data muito importante para as economias agrícolas – e os Romanos eram um povo de agricultores. Fazia-se tudo para agradar os deuses e pedir-lhes que o Inverno fosse brando e o sol retornasse ressuscitado no início da Primavera. Como Saturno estava relacionado com a agricultura é fácil perceber a associação do culto do deus ao culto solar.

Mas outros cultos existiam também, como é o caso do deus Apolo, considerado como "Sol invicto", ou ainda de Mitra, adorado como Deus-Sol. Este último, muito popular entre o exército romano, era celebrado nos dias 24 e 25 de Dezembro data que, segundo a lenda, correspondia ao nascimento da divindade. Em 273 o Imperador Aureliano estabeleceu o dia do nascimento do Sol em 25 de Dezembro: Natalis Solis Invicti (nascimento do Sol invencível).

É somente durante o século IV que o nascimento de Cristo começa a ser celebrado pelos cristãos (até aí a sua principal festa era a Páscoa) mas no dia 6 de Janeiro, com a Epifania. Quando, em 313, Constantino se converte e oficializa o Cristianismo a Igreja Romana procura uma base de apoio ampla, procurando confundir diversos cultos pagãos com os seus. Desistindo de competir com a Saturnália, deslocou um pouco a sua festa e absorveu o festejo pagão do nascimento do Sol transformando-o na celebração do nascimento de Cristo. O Papa Gregório XIII fez o resto: é mais fácil mudar o calendário do que mudar a apetência do povo pelas festas...




Poucas datas comemorativas possuem simbologia tão rica quanto o Natal. Da árvore ao peru da ceia, tudo faz parte de tradições históricas - em alguns casos, com mais de 2.000 anos. O resultado é uma festa que envolve não apenas a liturgia cristã, mas a soma de diversas crenças populares. "Em alguns casos, é difícil traçar a origem dos costumes, que podem ter várias explicações", diz Francisco Marshall, professor de História Antiga da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

A figura do Papai Noel reflete bem essa mistura. De certa forma, ele existiu. O bispo Nicolau nasceu por volta do século III, na região conhecida hoje como Turquia, e era famoso por sua paixão pelas crianças. Rico, costumava distribuir presentes, inclusive jogando-os pela janela. Em pouco tempo, a história do velhinho e sua extrema bondade espalhou-se também pela Grécia e pela Itália. Alguns afirmavam que Nicolau operava milagres, mesmo após sua morte. Foi então que a Igreja Católica decidiu torná-lo santo e sugeriu que o dia de São Nicolau fosse comemorado junto com o nascimento de Jesus, no dia 25 de dezembro.



De bispo bondoso, Nicolau passou por uma verdadeira metamorfose. Em 1809, o escritor Washington Irving popularizou a história de São Nicolau nos Estados Unidos, descrevendo Santa Claus (seu apelido em inglês) como um duende gorducho que aparecia nas noites de Natal e distribuía presentes montado num cavalo voador. O surrealismo da história não impediu que essa imagem fosse gravada no imaginário popular. Mas foi apenas em 1931 que Santa Claus ganhou a famosa vestimenta vermelha e branca, graças à ä Coca-Cola. O que era apenas para ser uma campanha publicitária para aquele ano acabou ganhando o mundo.

O Papai Noel é o protagonista da festa, mas nem por isso os coadjuvantes perdem a importância. O peru da ceia tem suas raízes no século XVIII, quando índios americanos ofereceram a ave aos colonizadores ingleses, salvando-os da fome. O fato ficou conhecido como o Dia de Ação de Graças (Thanksgiving Day), data comemorativa que passou a ter o peru como prato principal.

A troca de presentes pode ser explicada de duas formas. A primeira, de fundo religioso, diz que o menino Jesus, quando nasceu, foi presenteado pelos Reis Magos. Ao trocar presentes no Natal, as pessoas estariam repetindo esse ato. Alguns historiadores têm outra versão. A troca teria surgido na Roma antiga. Durante uma semana de dezembro, os pagãos saíam às ruas para comemorar a Saturnália. Música, comilança e sexo - tudo era permitido. Além disso, as pessoas trocavam presentes como forma de confraternização. Quando a Igreja Católica escolheu o dia 25 de dezembro como a data oficial do nascimento de Jesus, a Saturnália foi proibida, mas alguns dos costumes pagãos, como a troca de presentes, acabaram sendo adotados pelo cristianismo.

Caso parecido é o da árvore de Natal. Antes do nascimento de Jesus, os egípcios usavam galhos verdes de palmeiras nas festas de dezembro como sinônimo de vida, energia e fertilidade. Os druidas decoravam carvalhos em suas festividades. A proximidade com o dia 25 acabou fazendo com que esse costume fosse trazido para o Natal. Séculos depois, por influência do clima do norte da Europa, o carvalho foi substituído pelo pinheiro.

O presépio é um dos poucos símbolos que têm sua origem religiosa comprovada. Quando São Francisco de Assis decidiu construir o primeiro modelo, em 1223, ele se inspirou no relato da visita dos Reis Magos. A idéia era reconstituir o ambiente onde Jesus nasceu, com a manjedoura, os reis do Oriente, pastores e outros presentes. Depois o costume se difundiu entre os cristãos.

Fonte: http://epoca.globo.com/sp/2004/natal/simb.htm


Ps.: E então vos pergunto, qual a vossa opinião sobre o Natal?  :assob:
 
:good:

Ajude a recuperar os documentários com links offline no docsPT! Informe-se Aqui!

Se não pode ajudar postando coisas novas, ajude a manter as que ja foram postadas. A União Faz a Força!  :hand: